A eterna busca das mulheres pelo Corpo Perfeito

*post originalmente publicado no dia 11/11/2011

Meninas, eu sei que o verão tá aí e o que eu mais vejo é desespero para conseguir aquele corpinho perfeito para exibir na praia. E é justamente sobre isso que eu quero falar aqui. Talvez seja meio lenga-lenga, ou uma forma de desabafar, mas de forma alguma quero atacar ninguém com esse post. Que sirva de reflexão (ou apenas ignore-o).

Primeiro de tudo: é MUITO arriscado fazer dieta por conta própria ou qualquer uma que seja radical demais. Sério, eu sou ortoréxica, já fiz dietas loucas na minha vida (não com intenção de emagrecer, que fique bem claro) e hoje em dia cuido muito da minha alimentação e sigo um plano alimentar para que ela seja o mais correta e saudável possível para o meu corpo, e sempre que eu preciso ganhar uns quilinhos (pq perder para mim é mais fácil do que ganhar e às vezes perco demais) procuro urgente a minha nutróloga.

Em segundo lugar, gostaria de contar uma verdade chocante para vocês: perfeição não existe!

Pois é, você pode se alimentar corretamente, ir para a academia todos os dias, fazer mil plásticas, mas enquanto você não se amar incondicionalmente, sempre vai surgir um defeitinho aqui ou ali que te infernizará. E não é legal passar a vida inteira odiando o seu braço, a sua bunda ou aquela pinta no dedinho do pé.

Existem coisas que não podem ser mudadas, e nem devem.

Esqueçam aquele bullying que vocês sofriam nas escola. Quem dá esses “apelidinhos” para os outros está muito mais descontente com o próprio corpo do que você estava naquela época. Não vale a pena guardar rancor e ódio. Não precisamos acreditar que somos gordas, magrelas, feias, e etc.

Sei que é difícil para a maioria das pessoas se livrar desses rancores e chateações. Mas a opção é sempre de nós mesmas. Não quero parecer um livro de autoajuda, mas apenas tocar nesse ponto que eu acho fundamental para todos refletirem um pouco.

Recebo milhares de emails de meninas contando as suas superações, o que eu acho muito legal e inspirador. Mas em contrapartida, tem meninas que mandam email pedindo ajuda para aprender a lidar com os colegas que xingam, ou então bem desesperadas com o seu peso pedindo telefone de cirurgião plástico para fazer lipoaspiração.

Eu não sou totalmente contra lipo, já que cada um faz o que quer. Mas não apoio e muito menos indico esse tipo de coisa. Nunca fiz e nem nunca farei, pq eu prefiro “sofrer” (isso para mim nem é sofrer) cortando certos alimentos do meu cardápio do que passar por perrengue pós-operatório. Sem contar que lipo não é que nem silicone, né… Tipo, colocou e fica bom por uns 10 anos, no mínimo (claro que tem riscos tb, mas estou focando em cirurgias que deram certo). A lipo não tem garantia de durabilidade, pq a pessoa vai ter que maneirar no garfo depois do mesmo jeito, se não volta tudo como era antes. (E é mais barato procurar uma nutróloga!)

A mesma coisa para as magrinhas que querem ter coxão/bundão da noite para o dia. Isso não existe! Tudo que vem rápido, vai rápido. Não adianta beber 500 litros de shake proteico, se encher de bomba e etc. Seus rins/fígado possuem menos valor do que a sua coxa? Porque é esse o preço que você pagará no futuro. No meu ponto de vista, não vale a pena.

Acho que é tão mais fácil gostar do próprio corpo. Sentar e analisar de onde vieram esses pensamentos idiotas de que a sua barriga, bumbum, perna são feios. Certamente teve uma primeira pessoa que veio te criticar e você gravou isso na cabeça. Agora se você parar e lembrar dessa pessoa, ela era perfeita? Óbvio que não! Porque ninguém é.

Então vale a pena ficar estressada com o que uma pessoa crítica (amarga por dentro) fala de você? Óbvio que não².

Não existem críticas construtivas. Para mim, elas são sempre corrosivas e mostram o erro apenas da própria pessoa que a faz. Não entendo a necessidade de pessoas, que não te conhecem a ponto de ter o teu número de telefone residencial, sentirem-se com liberdade e intimidade para apontar defeitos e errinhos alheios.

Todos podemos cometer deslizes, todos temos defeitos! É a vida. Quem não aceita isso fica aí, apontando o dedão para os outros. Mostrando aquela coisa ridícula do outro que ela mesma vê nela quando se olha no espelho. Porque enxergamos os outros como nos enxergamos, falamos com os outros como falamos com nós mesmos. Então a pessoa que te ofende não é apenas digna de pena? Afinal, ela é muito pior do que a sua unha torta ou a sua celulite, pois além dela ficar reparando nessas partes do próprio corpo dela, tem muito mais coisas que ela odeia nela mesma, tem muito rancor ali dentro, muito veneninho apodrecendo o interior, tanto que ela não se aguenta e sente essa necessidade de tentar dividir com os outros.

É muito triste saber que existem pessoas que derrubam as outras apenas para as usarem como um banquinho/escada, tentando ganhar um espaço que elas mesmas jamais alcançariam se não fosse nas costas dos outros. Tentam roubar a sua felicidade.

Só dou uma outra dica para vocês, pois já falei em diversos emails, mas acho válido colocar aqui no blog também. A única pessoa que afeta a sua autoestima é você mesma. Apenas você mesma pode dar importância para esse tipo de comentário ou pessoa. Portanto, esqueçam essas ofensas baixas, vocês são bem melhores do que isso.

Ninguém precisa de críticas para ser feliz. Amigos dão conselhos e não tapas na cara. Quem não é amigo, cale-se, pois não é importante.

O corpo ideal é aquele que você está usando agora! Vai lá no espelho agora e faz uma lista de coisas bonitas que você vê no seu corpo, órgãos que funcionam e etc. Certamente será bem maior do que aqueles 2 “defeitinhos” que você fica tão encanada.

É legal cuidar da saúde, super necessário mesmo. Mas se você é saudável, tem mais é que ser feliz! Conheço tanta gente com problemas sérios de saúde que nos dão uma bela lição de vida apenas sorrindo, e outras tantas com saúde choramingando pitangas pq não é igual a fulana.

Então parem de se comparar com as fulanas e beltranas. Elas são lindas? Com certeza! Mas você também é.

Se você fizer uma listinha de pessoas que admira, verá que a maioria delas tem o corpo bem diferente uma da outra. Pode até ter uma parte semelhante, por exemplo: todas com cinturinha, ou todas com coxão, ou sei lá o quê. Mas de resto, certamente todas são diferentes.

Tem gente que gosta de loiras, morenas, fofinhas, magrinhas, altas, baixas, crespas, olho claro, olho escuro, blá, blá, blá… Sempre terá uma tampa para cada tipo de panela! hahaha (Bem brega o exemplo, mas o sentido é real) Não perca tempo com tampas erradas!

E outra, não perca tempo procurando a tampa certa também. Isso é um bônus que a vida te dá, nunca uma prioridade que exige busca e desgaste próprio. A única regra é você ser a sua maior fã, assim você atrairá pessoas do bem para o seu lado.

Eu sei que parece tudo bonitinho quando tá no papel e tal, mas vale a pena tentar trazer isso para a própria vida. É o método mais eficaz para achar o seu corpo perfeito. ;)

Anúncios