As mulheres fortes da Agatha Christie

As mulheres fortes da Agatha Christie

Uma das coisas que eu amo nos livros da Agatha Christie é a presença de mulheres poderosas, algumas inclusive quebrando barreiras e estando bem à frente de seu tempo em questões sociais. Além da própria escritora ser uma excelente inspiração por si só – ela foi a romancista de maior vendagem de livros da história, atrás apenas da Bíblia e de Shakespeare -, dessa vez resolvi mostrar algumas de suas personagens femininas que se destacam e não são tão reconhecidas como o Poirot pelo público geral. Só de pensar que elas foram criadas entre 1920 e 1970 já podemos perceber o quão “fora da curva” eram. Mulheres aventureiras, destemidas, fortes, independentes, inspiradoras, quebrando padrões e abrindo caminho para o empoderamento de diversas outras na vida real até hoje.

____________________ Continue lendo “As mulheres fortes da Agatha Christie”

Anúncios

Documentário sobre Edgar Allan Poe estreia no Halloween

Nesse Halloween teremos um documentário sobre o ícone da literatura Edgar Allan Poe, que combinará cenas de dramatização de sua vida com a leitura de seus contos góticos. Como se sabe, Poe morreu em 1849 sob circunstâncias misteriosas e as causas da morte continuam desconhecidas até hoje. Mas o foco não será sobre isso, e sim no motivo dele permanecer um escritor tão célebre e popular na história da literatura ocidental durante todos esses séculos – e também um dos mais incompreendidos.

De acordo com a sinopse oficial, o documentário “explorará as falsas interpretações acerca de Poe e revelará como ele abordou o que significa ‘ser humano’ em um mundo moderno e às vezes assustador”.

O diretor por trás desse projeto é o Eric Strange, que já trabalhou no departamento artístico de vários grandes filmes, como Batman, Stardust, Troia, O Lobisomem e outros tantos igualmente espetaculares, então podemos esperar algo de muito bom gosto nesse novo trabalho.

Contaremos também com a interpretação do ator Denis O’Hare (ganhador de um prêmio Tony e indicado ao Emmy), que encarnará toda a escuridão do escritor. A narração fica por conta da atriz Kathleen Turner, e algumas leituras são feitas por Chris Sarandon (o Jack Esqueleto, de O Estranho Mundo de Jack)Ben Schnetzer.

O documentário, que se chamará Edgar Allan Poe: Buried Alive, estreará no dia 30 de Outubro no canal PBS americano e estará disponível para stream e download no site oficial já no dia 31.

Já estou ansiosa por esse Halloween!

Perguntas sobre Doença Celíaca respondidas ao vivo pelo Dr. Peter HR Green direto da DDW

Hoje acontecerá uma transmissão ao vivo da Digestive Disease Week pelo Facebook – o maior encontro internacional de médicos e acadêmicos no campo das doenças digestivas. A editora Eve Becker da revista americana Gluten Free & More, conversará com o dr. Peter HR Green, diretor do Centro de Doença Celíaca da Universidade de Columbia. Além desse prestigiado médico e pesquisador compartilhar sua experiência sobre a doença celíaca e nos informar a respeito das últimas pesquisas que estão sendo apresentadas no DDW, ainda responderá a quaisquer perguntas que o público possa ter. Ele esclarecerá dúvidas sobre possíveis novos tratamentos que estão sendo testados para os celíacos e pacientes sensíveis ao glúten.

Então anota aí o horário e já se programa para tirar aquela dúvida sobre doença celíaca que você sempre quis sanar e não sabia para quem perguntar. Se alguém tem a resposta no mundo, esse alguém é o dr. Green! Aproveite!

A sessão de perguntas e respostas acontecerá ao vivo às 13:30 na página do Facebook.


gluten-free-doença-celíaca
Maio é o mês de Conscientização da Doença Celíaca, por isso farei uma série de posts sobre o assunto, com bastante dicas para os celíacos e muitas informações para aqueles que nunca ouviram falar dessa doença, facilitando o nosso convívio. Para acompanhar todas as publicações referentes a esse assunto, clique aqui.

Livro: Fique Com Alguém Que Não Tenha Dúvidas – Marina Barbieri

Sou suspeita para falar desse livro, pois sou fã da escrita da Marina Barbieri há um bom tempo por causa dos blogs dela. Lembro até hoje quando encontrei o blog Corra Mary, li um post atrás do outro e não parei de acompanhar desde então. Gostei de cara da maneira sincera e divertida que ela usa as palavras, parece que estamos lendo os conselhos de uma amiga sábia, mas sem pretensiosismo nenhum, ela é humana e falível como todos nós.  Essa personalidade tão única dela conseguiu transpor o tempo e migrar para o seu novo blog, Deu Ruim, e também para esse livro.

fique com alguém que não tenha dúvidas - marina barbieri - livro - relacionamentos - blog got sin 01

“Marina Barbieri tem uma teoria: toda mulher adora um caso perdido. Calma, ela explica: não é que mulheres gostem de insistir no erro. A verdade é que, no fundo, mulheres são batalhadoras. Não desistem fácil. O problema é que crescemos achando que o amor é um jogo cheio de armadilhas. Que o amor é, como dizem por aí, um campo de batalhas. Este livro vai mostrar que as coisas não são bem assim. O amor não é difícil. Nós é que o complicamos.

Sempre preferi escritoras mulheres, pois acho que elas analisam nuances mais delicadas da vida, principalmente quando se trata de relacionamentos. Mas confesso que acho bem difícil encontrar escritoras que não se perdem no excesso de “açúcar” que colocam nos livros com essa temática. A Marina com certeza não é uma dessas e sabe dosar exatamente os temperos das emoções passadas no papel. Gosto da maneira franca e empoderante que ela fala sobre isso, transformando um papo de amiga em um conselho que te ajuda de verdade a enxergar os relacionamentos de um outro ângulo – o certo –  e resgatar a tua autoestima! Tudo com uma dose equilibrada de humor.

fique com alguém que não tenha dúvidas - marina barbieri - livro - relacionamentos - blog got sin 02

É um verdadeiro sacudidão te falando: “Acorda, amiga!”.

Expondo e analisando didaticamente exemplos de relacionamentos que ela mesma teve e deram errado, mostra o quão comum é nos colocarmos em furadas e que histórias semelhantes, porém com os mesmos personagens (o sr. Feito-Para-Casar, o sr. Aversão-a-Compromisso, o sr. Problema, etc), acontecem com a maioria das mulheres. Em uma sociedade tão patriarcal quanto a nossa, é bem importante ler algumas verdades para ajudar a retirar resquícios de estigmas doutrinários retrógrados que restam até mesmo nas pessoas ditas mais desconstruídas.

No livro ela explica como a Disney, os conselhos submissos de mulheres de gerações passadas (mães/tias/avós), comédias românticas e mais um monte de coisas impregnadas na sociedade ajudaram a construir em nós a ideia de normalidade em sermos mal tratadas, inventando desculpas para as atitudes ruins dos homens, insistindo em relacionamentos defasados, com a esperança de que no final o mocinho perceberá que nos ama e começará a agir corretamente. Ela também dá dicas de como superar tudo isso e explica cada caso em particular, fazendo com que a nossa cognição em relação ao namoro/casamento seja a mais simples possível: ame quem realmente te ama. Ou melhor: Fique com alguém que não tenha dúvidas!

De hoje em diante já sei o que dar de presente para todas as minhas amigas!

Por isso recomendo para todas vocês também. É uma leitura construtiva e inteligente que serve para qualquer uma de nós. Até eu, que tenho o “coração de pedra”, vi que sou o oposto das meninas que sofrem por amor. O que não é certo também, pois já fiz muitos homens sofrerem por conta dos muros gigantescos que cercam as minhas emoções. Vou baixar um pouco a guarda e levar para a vida as dicas que li. Se todas as pessoas se autoanalisassem um pouquinho assim, o mundo com certeza estaria mais leve e feliz.

Já quero ler o próximo livro da Marina! 😊

Onde comprar?

SaraivaSubmarinoAmericanasShoptime
Livraria Cultura • Livrarias Curitiba • Cia. dos Livros
Amazon • Livraria da Folha • Livraria da Travessa • Fnac

E-book:

iTunes Google PlayAmazonLivraria Cultura

 

Top 5 – Melhores Livros do Ano (2016)

Essa semana será bem nostálgica e repleta de “top 5” dos meus favoritos do ano de 2016. Começando pelos livros!

livro-krause-alimentos-nutricao-e-dietoterapia-top-5-favoritos-blog-got-sin-2

Krause – Alimentos, Nutrição e Dietoterapia

Esse livro já é presença constante na minha vida há anos, pois sempre me interessei muito por nutrição e tenho ortorexia, mas devorei ele ainda mais por conta do meu diagnóstico recente de doença celíaca. É muito difícil encontrar nutricionistas e nutrólogos REALMENTE interessados em acompanhar e investigar especificamente cada paciente que vai ao seu consultório, geralmente usam o padrão de atendimento básico e em alguns casos – como o meu – pode ser necessário um maior aprofundamento de pesquisa e conhecimento. A biologia não é uma matemática exata e cada organismo é único, portanto a generalização de tratamentos é obviamente a pior opção. (Tenho certeza que os celíacos entendem muito bem o que estou falando!) Uma pena, né. Então, na minha opinião, ninguém melhor e mais interessada do que eu mesma em melhorar a minha saúde. Não canso de querer me aprimorar e tenho muita facilidade nessa área, desse modo, quanto mais livros sobre o assunto, melhor. Esse foi apenas um de muitos que li sobre a temática e que serve para ilustrar essa minha situação.

livro-grandes-esperancas-charles-dickens-top-5-favoritos-blog-got-sin-3foto: @beyond.the.book

Grandes Esperanças

Comecei recentemente e ainda não consegui terminar – são 700 páginas! – mas já me marcou bastante, pois é uma leitura bem interessante. Não costumo ler romances ou dramas que não tenham uma boa dose de mistério ou sem um personagem julgado como “louco” pela sociedade, mas esse me prendeu a atenção. Já amava o Charles Dickens por causa do “Oliver Twist”, agora me encantei de vez. O próximo livro que quero ler dele é “O Mistério de Edwin Drood“, cuja história teve que ser finalizada por um médium, já que o escritor morreu subitamente enquanto trabalhava nela. Depois conto para vocês o que achei.

livro-o-sol-e-para-todos-harper-lee-top-5-favoritos-blog-got-sinfoto: @katnisspotterbooklover

O Sol é Para Todos

A Harper Lee faleceu no começo do ano e fiquei com muita saudade da escrita dela. Esse livro marcou a minha vida, juntamento com o filme. A temática também combina com a situação atual do mundo, principalmente dos EUA, onde infelizmente os policiais continuam racistas e ceifando a vida de milhares de negros. Recomendo para todo mundo essa obra-prima fantástica! Temos uma visão pura sobre o preconceito e é um excelente exercício de empatia.

labirinto-08

Labirinto

Esse entrou pela estética, confesso. O meu sonho sempre foi ter o livro do Labirinto igual ao da Sarah no filme (o meu favorito da vida!), com capa de couro e etc, mas até então isso era praticamente impossível no Brasil, a não ser que eu comprasse algum artesanal internacional que custaria os olhos da cara. Então imaginem a minha felicidade ao descobrir que a DarkSide lançou no Brasil essa versão linda e tão perfeita quanto! Comprei na pré-venda mesmo e fiquei super ansiosa aguardando a entrega. É mais lindo ainda pessoalmente!

livro-laranja-mecanica-top-5-favoritos-blog-got-sin

LARANJA MECÂNICA

Já li e reli inúmeras vezes, é um dos meus favoritos, mas esse ano ele me marcou bastante, pois o usei como referência para a criação da minha fantasia de Alex DeLarge no Carnaval. Em um momento tão conturbado da política e da sociedade, combinou perfeitamente com o ano de 2016, como se fosse uma premonição.

Qual o seu livro favorito em 2016?

 

Tag: Séries (do Facebook)

Vou copiar a Tayra e responder aqui no blog a tag sobre séries que está rolando no Facebook.

Nunca Assisti

tag séries game of thrones 1

Game of Thrones

Não curto séries e filmes que remetem esteticamente a Idade Média por motivos de: gente suja! É sério, tenho nojinho. hahah Se for uma história interessante até relevo, mas quando é história de fantasia ou guerras (principalmente essa úlitma) eu desisto.

.

Não sinto vontade de assistir novamente

tag series pretty little liars

Pretty Little Liars

A série ainda não terminou, mas é bem difícil de assistir depois de tantos anos esperando por um desenrolar da trama que deixou muito a desejar no final da primeira parte da 6ª temporada – sim, eu aguentei tudo isso! No começo, quando a história era inspirada na série de livros da Sara Shepard, era muito boa, pois fazia sentido, não seguia o padrão politicamente correto e, apesar de ser focada para o público teen, abordava assuntos mais adultos. Mas aí a criadora da parte televisiva, I. Marlene King, começou a distorcer os fatos, fazer confusão, enganar o público e estragou o que poderia ser uma das melhores séries de mistério dos últimos tempos. Hoje é impossível assistir sem ficar virando os olhos em looping.

.

Ninguém que conheça assistiu mas eu gosto

tag series poirot de agatha christie

Poirot de Agatha Christie

Me sinto um floquinho de neve toda vez que falo que amo essa série. Ela durou nada menos do que 24 anos! Sim, VINTE E QUATRO ANOS! Apesar disso, teve apenas 13 temporadas com poucos episódios cada – séries inglesas não seguem o mesmo ritmo das americanas. Como sou a louca dos mistérios e fangirl da Agatha Christie, com certeza sou apaixonada pela trama que segue o meu detetive favorito.

.

Última série que assisti

tag series younger

Younger

Culpa desse post da Anne que me fez ficar viciada! É uma série leve de comédia, do mesmo criador de Sex and The City, o Darren Star, e ainda de quebra tem a mesma figurinista, Patricia Field ♥.

.

Tenho Preguiça

tag series girls

Girls

É impossível descrever a quantidade de roncos mentais que essa série me causa. Só a Lena Dunham já me causaria isso automaticamente, mas junta uma série pretenciosasmente “descolada” e eu viro a Bela Adormecida. Outra série que me causa esses mesmos sintomas: New Girl.

.

Assistiria tudo de novo

tag series veronica mars

Veronica Mars

Uma das melhores séries já feitas! A Veronica é uma das personagens mais badass que uma mulher já representou na televisão. A trama também é muito bem feitinha, nos deixando de boca aberta no final de cada temporada, quando os mistérios são solucionados (principalmente o da 1ª).

.

Uma série que mudou a minha vida

tag series buffy

Buffy

Falando em protagonistas badass, é claro que lembrei da Buffy! Essa série não ocasionou uma mudança muito significativa na minha vida, mas ajudou a corroborar o meu ponto de vista de girl power. Cresci com essa noção e isso se fortalece cada dia mais.

.

Uma indicação

tag series izombie

iZombie

Já falei anteriormente mas volto a repetir: iZombie é demais! Uma mistura de Buffy com Veronica Mars e uma pitada de molho picante humor. Inspirada nos quadrinhos da DC Comics mas escrita e dirigida pelo Rob Thomas, então ele tira sarro o tempo inteiro da própria série e dessa história de zumbis. A Liv (nome irônico da personagem principal) trabalha no necrotério e se alimenta dos cérebros que chegam ali. Toda vez que ela ingere um pedaço do cérebro de alguém, a personalidade do devorado afeta a dela, inclusive ela tem como “efeito colateral” alguns flashes de memória que ajudam a decifrar casos de assassinato.

.

Tenho vontade de começar a assistir

tag series house of cards 3

House of Cards

Na real já comecei, mas parei. Gostei do primeiro episódio, só não tive tempo para terminar de assistir os restantes, já que sempre tenho mil coisas para fazer e mil séries pela metade, então vou procrastinando. Por ter um tema político, ajudou na minha enrolação de “na próxima semana eu assisto”, ainda mais depois dessa onda de mimimi que tem acontecido no nosso país. Mas tô louca para fazer maratona, principalmente pela excelente atuação do Kevin Spacey. ♥

.

Tenho vergonha mas assisto

tag series clueless

Clueless

Não tenho vergonha nenhuma de séries ou filmes. Só coloquei essa aqui pq é uma contraposição muito distante do que costumo assistir. Sempre brinco que tenho cultura hi-lo, de noite assisto Polanski e de dia assisto Patricinhas de Beverly Hills, a série.

.

Vocês responderiam essa tag como?

Os 5 melhores contos e poemas do Edgar Allan Poe

edgar allan poe - os 10 melhores contos - terror - ficção científica - livros - favoritos - blog got sin

Hoje é aniversário de um dos meus escritores favoritos, Edgar Allan Poe. Como praxe, fiz esse post para homenageá-lo. Apesar de sua fama internacional e grande relevância para a literatura da língua inglesa, sei que aqui no Brasil não é todo mundo que conhece, por isso aproveito para apresentá-lo e incentivar a leitura de seus contos e poemas. Posso antecipar que são incríveis!

Poe não se limitou a estabelecer novos padrões, ele mudou o curso da arte subsequente, aperfeiçoando paradigmas literários. Foi o responsável por inventar os contos de terror americano e é considerado o pai do gênero de ficção policial, sabendo dosar a melancolia, o macabro, mistérios e romance em cada texto, sem deixar apelativo e caricato. Também leva o crédito de ter contribuído para o gênero de ficção científica.

Para quem ainda duvida da importância dele no mundo dos livros, saiba que ele influenciou os melhores escritores, como: Arthur Conan Doyle, Jules Verne, Oscar Wilde e muitos outros.

Começou a sua carreira de maneira humilde, lançando anonimamente uma coleção de poemas chamada “Tamerlane e Outros Poemas“, em 1827, com apenas 18 anos. Trocou seu estilo para a prosa e passou diversos anos trabalhando para jornais, tornando-se famoso pelas suas críticas literárias.  Tentava ganhar a vida com seus contos, mas alcançou sucesso apenas depois de lançar o famoso “O Corvo” (The Raven) em 1845. Mesmo assim, morreu pobre, em 1849, com apenas 40 anos. A causa de sua morte até hoje é um mistério e muitas são as especulações.

O que destaca a sua obra e a faz permanecer tão convincente é que o Edgar Allan Poe não dependia de monstros ou cenários irreais, tudo era (alguns ainda são) muito plausível para a época; ele próprio é o louco, o perseguidor, o proscrito, o detetive e, sobretudo, o artista que fez o trabalho de sua vida um mergulho mais profundo para as fraquezas humanas, obsessões e más ações.

“Palavras não tem poder de impressionar a mente sem o requintado horror da realidade.” — Edgar Allan Poe

Antes de começar a falar sobre os meus favoritos, devo ressaltar que gosto de ler os poemas e contos em inglês mesmo, assim como foram escritos. Até acho que há traduções ótimas, mas sinto que perdem a sonoridade e às vezes até o sentido. Aliás, amo ouvi-los para dormir, principalmente na voz do Christopher Lee. ♥

Deixando de lado o estilo Wikipédia do post, vamos ao que importa: a lista que fiz com os 5 melhores contos e poemas do Edgar Allan Poe. ♥

A Dream Within’ a Dream – 1849

“It’s all that we see or seem,
nothing but a dream within’ a dream?”

Um dos últimos poemas escritos por Poe e o meu favorito. Ele questiona o que é realidade e o que é fantasia. Será que nossa vida é apenas um sonho dentro de um sonho? Adoro tudo o que questiona a lógica, principalmente quando envolve a questão da mente e uma analogia metafísica sobre a nossa existência. (versão de áudio aqui)

.

edgar allan poe - o corvo - os 10 melhores contos - terror - ficção científica - livros - favoritos - blog got sin

The Raven – 1845

“Nevermore.”

O poema mais clássico do Edgar Allan Poe e um dos mais geniais, tanto sonoramente, com suas rimas super bem elaboradas e jogos fonéticos, quanto pela questão de sentido ambíguo e complexo. O corvo da história representa a morte e o pesar do personagem, que sofre pela perda de sua mulher amada, Lenore. É tão genial e profundo quanto macabro! Esse é o meu favorito para ouvir antes de dormir. ♥ (versão de áudio aqui)

.

Os Assassinatos da Rua Morgue – 1841

“‘The riddle, so far, was now unriddled.'”

É a primeira história de detetive moderna e traz o personagem C. Auguste Dupin, um parisiense que prova ser mais inteligente do que todo mundo, usando evidências e deduções para desvendar os seus casos. Nesse conto, ele irá investigar o assassinato de duas mulheres, consagrando a fórmula mais importante do gênero de ficção policial: o leitor não é capaz de encontrar o assassino antes da conclusão final, apesar de ter acesso às mesmas pistas que o detetive da história. Dupin foi a inspiração para Doyle na hora de criar o Sherlock Holmes. Eu amo suspenses, mas esse tem uma pitada de humor bem surpreendente no final.

.

edgar-allan-poe---a-queda-da-casa-de-usher---os-10-melhores-contos---terror---ficção-científica---livros---favoritos---blog-got-sin-12

A Queda da Casa de Usher – 1839

“I feel that the period will sooner or later arrive
when I must abandon life and reason together,
in some struggle with the grim phantasm, FEAR.”

Praticamente cada imagem, cada ação, cada palavra é importante e dedicada para a invocação de pavor, e o suspense segue nos deixando intrigados até o final. A história se passa na mansão dos Usher, onde mora Roderick – que sofre de sérios problemas de ansiedade, fotofobia e hipocondria – e sua irmã gêmea, Madeline – que está com sérios problemas de saúde também. Um amigo de infância tenta resgatá-la, mas talvez as atividades paranormais que acontecem na casa tentem impedi-lo.

.

edgar-allan-poe---o-gato-preto---os-10-melhores-contos---terror---ficção-científica---livros---favoritos---blog-got-sinO Gato Preto – 1843

“There is something in the unselfish and self-sacrificing
love of a brute, which goes directly to the heart of him
who has had frequent occasion to test
the paltry friendship and gossamer fidelity of mere Man.”

Esse conto parece demonstrar um dos maiores medos do Poe: que seu alcoolismo o fizesse perder o controle ao ponto de envenenar sua personalidade. O narrador é um alcoólatra que ao beber demais, perde o controle e torna-se violento e perverso, cometendo alguns atos extremamente abomináveis. Fala sobre culpa e condenação, inclusive serviu de inspiração para as obras de Dostoyevsky. Mostra também a grande ironia de que mesmo o “amor mais altruísta e abnegado” não consegue mover seu coração e, eventualmente, até mesmo as criaturas mais amorosas não conseguem sentir pena dele. Ele é o único infiel, aquele que oferece uma “amizade mesquinha e fidelidade corrompida”.

.

As 10 melhores músicas do Frank Sinatra

frank sinatra 10 melhores musicas blog got sin

No dia 12 de dezembro seria o centésimo aniversário de um dos melhores cantores de todos os tempos: Frank Sinatra, a voz, os olhos azuis. Como sou fã, fiz esse post onde selecionei minhas 10 músicas favoritas para compartilhar com vocês.

“May you all live to be 100 years old and may the last voice you hear be mine!” – Frank Sinatra

É impossível alguém não gostar de ao menos uma música ou então da voz do Sinatra. Virou o clássico dos clássicos, sempre com uma melodia doce, porém alegre e animadora – diferente de outros grandes artistas com vozeirão que fazem apenas músicas depressivas, como a Adele.

Dizem que ele tinha “costas quentes” com a máfia italiana, inclusive foi inspiração para a criação do personagem Johnny Fontane de “O Poderoso Chefão“. Também há boatos de que, por conta disso, estava ligado aos presidentes Kennedy, Nixon e Reagan. Se era verdade, pelo menos sabemos que a máfia tinha muito bom gosto e soube escolher um talento nato para investir.

Não temos mais a presença física do Frank Sinatra desde maio de 1998, quando faleceu com 82 anos na Califórnia, mas a voz dele ecoa até hoje e felizmente continuará eternizada para aqueles com bom gosto musical.

Dá o play na lista abaixo e divirta-se: