Rihanna foi de Papa no MET Gala

REACH OUT AND TOUCH FAITH

Estava muito ansiosa esperando pelos looks que desfilariam no MET Gala, basicamente por causa do tema: Heavenly Bodies – Fashion and the Catholic Imagination (Corpos Celestes: Moda e a Imaginação Católica). Eu amo um sacrilégio na moda, como o próprio nome do blog já diz, então esperava muita polêmica pela frente e minhas maiores apostas eram na Rihanna e Madonna.

Quem não decepcionou foi a Riri! Confesso que não estava tão preparada assim para esse tiro que foi o look da Rihanna, que se vestiu de nada menos do que o PAPA! Sim, com direito a mitra desenhada pelo Stephen Jones e tudo. Por trás do look, está a assinatura criativa do igualmente polêmico John Galliano, que comanda a grife Maison Margiela atualmente.

HABEMUS PAPAM

Um look que até faz sair fumaça branca do Vaticano desses, bicho!

Anúncios

RIP Dior =(

Só eu estou extremamente decepcionada com o que o Raf Simons transformou os antigos glamourosos desfiles da Dior? Achei tão mal feito, tão bleh, tão, tão… estudante de moda. =(

Talvez seja birra minha, já que sou fã da genialidade do John Galliano, mas faltou fantasia e loucura – no bom sentido – nessas roupas. Não acham?

#RIPDior =(

.

Cadê ryhkeza nos penteados? (Cabelo solto na mulher Dior?) Cadê maquiagem exagerada sem parecer moça que trabalha vendendo o corpo na estrada? Cadê glamour? Cadê tradição? Cadê coerência? CADÊ A DIOR?

.

Desculpa aí, gente! Não sou de fazer post de coisas que eu não gosto aqui no blog, mas desfile de Couture – pra mim – é que nem futebol ou novela pro resto dos mortais. Sou fã mesmo, principalmente dos da Dior, mas fiquei tão triste com essa mudança. Vejam os desfiles antigos aqui, aqui e aqui para perceber a diferença.

.

Dior Couture verão 2011

Antes de começar a falar sobre o assunto do título, gostaria de fazer um breve desabafo. Notei que no Brasil existem mais blogs de moda per capta do que qualquer outra coisa (e isso não é ruim!), mas acho que, da parte das blogueiras, ainda existe uma certa “preguiçade assistir e entender desfiles. Não existe moda sem desfiles, eles são fundamentais para entendermos tudo o que foi e o que será usado, mesmo que bem futuramente. Para quem prefere o bom e “mascadinho” street style, saiba que aquela pessoa estilosa está sobre forte influência de alguma poderosa marca que desfilou e lançou aquelas “tendências“. Não adianta assistir red carpets e achar que virou um guru da moda, para isso… só assistindo desfiles de verdade mesmo (e olha lá!).

Não gosto de ler coisas tipo “ah todo mundo já postou sobre Fashion Rio e etc“, claro… desfiles precisam ser comentados e analisados, ainda mais por blogs que se dizem de moda. Sei também que muita gente não consegue acompanhar, desmistificar, e esmiuçar as coleções apresentadas, nesses casos é melhor não postar nada sobre. Só acho que, mesmo quando gostamos de moda, até mesmo como apenas consumidores, é necessário ter uma base para saber o que estamos falando em um blog de moda quando mencionamos a palavra “tendência” (outra palavra que as pessoas odeiam de tanto que usam errado por aí).

Tendência é quando algo é lançado e ainda não caiu na graça do povo. Por exemplo, não podemos falar que renda é tendência do verão, pq primeiro já estamos no verão e, segundo, renda tá aí firme e forte… então ela já não tende mais a nada, pois de fato já foi consolidada. Mas, podemos opinar que ela virá forte para o inverno também. Já essa última opinião, de achar que algo virá forte pois foi visto em vários desfiles/revistas e etc, sim é acreditar/apostar em uma tendência.

Se a gente ama mesmo a moda, tanto quanto falamos, acho fundamental prestar mais atenção nos desfiles. Não custa nada pensar um pouco, né? Não dói, pelo menos para mim não.

Agora indo ao assunto do post… John Galliano apresentou essa semana a coleção de verão alta costura 2011 da Dior. A inspiração dele foi o René Gruau, o artista responsável pelo famoso “New Look” da Dior (que consiste em um tailleur – blazer acinturado + saia evasê – FOTO PARA ILUSTRAR). Bem 40’s, 50’s…

Continue lendo “Dior Couture verão 2011”

Christian Dior – spring couture 2010

John Galliano é um dos meus estilistas preferidos, justamente pelas verdadeiras obras de arte que ele apresenta nos desfiles de couture da Christian Dior . O cara é um gênio e sabe como ser conceitual sem perder a cintura silhueta feminina.
Nesse desfile ele deu mais do mesmo, assim como na temporada passada, o espírito vintage 40’s/50’s ainda permanece em sua coleção mas dessa vez com um toque mais equestre, inspirado nas Gibson Girls do começo do século XX.
A coleção está repleta de casacos, botas e saias de montaria da época e contrapondo essa silhueta rústica, estão os vestidos românticos de renda e tecidos nobres  reluzentes. Tudo isso com a famosa “cintura de vespa” que é o símbolo maior da marca.

Os acessórios são maxi colares/pulseiras/anéis, chapéus adornados de voillete, luvas de couro e cinto fino. Nos pés botas de couro com abotoaduras – cano alto e ankle, e peep toes de tecido com laço no calcanhar e salto estilizado (♥).

Confira as fotos abaixo e o vídeo clicando aqui, aqui e aqui.

E não esqueçam de votar na enquete:

kate moss and the gypsies

O fotógrafo Lain McKell traz para a V magazine, ninguém menos que Kate Moss experimentando uma vida de Ciganos. As fotos foram tiradas em Cornwall – Inglaterra, e Kate passou dois dias com os ciganos para esse photoshoot.

Nesse editorial ela usa: Isabel Marant, Chloe Sevigny  for Opening Ceremony, Kenzo, John Galliano, Stefanel, e DSquared. E o styling ficou por conta de Karen Langley.

gypsies1gypsies2gypsies3gypsies4gypsies5gypsies6gypsies7gypsies8

Estou completamente apaixonada por essas duas ultimas fotos, e principalmente por esse sweater Chloe Sevigny de oncinha!