Minhas fotos não são convite para estupro!

Só para deixar bem claro aqui que nenhuma foto minha, por mais pele que apareça, dá aval para alguém me estuprar. Eu não estou pedindo nada, a não ser respeito, para mim e para todas as mulheres. Registro criativo e artístico não é um pedido de estupro e nenhuma mulher deveria sofrer a humilhação que a Mariana Ferrer passou. #justiçapormariferrer

Retrospectiva GOT SIN? 10 anos – 2011 – Lingerie Day

RETROSPECTIVA GOT SIN?

2011

Quebrando a internet brasileira.

 

Uma blogueira de moda tirando foto de lingerie? QUE OUSADIA! Em um país onde todas as fashionistas queriam ser a Blair Waldorf sem graça, nunca me apeteceu seguir regras de bons costumes com o vestuário e muito menos usar uniforme. Afinal, o GOT SIN? foi criado para quebrar barreiras e exibir moda sem pudores. O look do Lingerie Day foi tão polêmico que as minhas fotos estamparam todas as capas dos maiores portais de notícias do Brasil!
  ⠀
Enquanto na década de 1960 as pessoas se chocavam com uma minissaia, no começo da década em que vivemos o motivo de alarde eram fotos com lingerie. Mas eu acredito que para haver um equilíbrio na sociedade as coisas precisam chegar de forma exagerada, como um susto, e só depois é que vão se adequando e normalizando. O fato de ser ou não libertador tirar fotos assim depende muito do contexto, do tempo e da sociedade em que a pessoa vive. Sempre soube que eu não era uma “mulher objeto”, eu tive (e tenho) controle sobre toda a minha narrativa na hora de produzir, modelar e divulgar as imagens. Dentro do contexto em que eu vivia – em uma cidade gaúcha conservadora pudica onde tudo é pecado – me senti livre. Hoje qualquer blogueira está por aí exibindo looks de biquíni, lingerie e roupas curtas de academia, mas alguém teve que abrir essa porta na marra algum dia. Alguém levou muitas pedras nas costas para toda e qualquer mínima liberdade que conquistamos pudesse ser usufruída – eu só tenho que agradecer todas as feministas que fizeram com que eu tivesse a autonomia e poder de escolha para isso tb. O meu feminismo não é cerceador, eu me sinto bem de lingerie do mesmo jeito que algumas mulheres se sentem empoderadas com maquiagem, por exemplo. Eu amo o meu corpo por completo! O que os outros vão pensar de desagradável é problema deles e, mesmo não gostando, precisarão me respeitar. Não é por que estou de roupa curta ou comprida que a minha permissividade e condescendência muda.
P.S.: Para quem acha que eu precisei photoshopar o meu corpo, fiz questão de publicar um vídeo inédito dos bastidores nos Stories. 💅

Este mês eu trago um especial no Instagram para celebrar os 10 anos do GOT SIN?! Acompanhe a hashtag #gotsinRETRO , os stories e o blog para não ficar de fora!

💋