Adaptive – a linha de roupas para deficientes físicos da Tommy Hilfiger

A Tommy Hilfiger revelou esta semana sua nova linha de roupas Adaptive, que tem como objetivo tornar a hora de se vestir uma tarefa mais fácil para pessoas com deficiências.

Em 2016, a Tommy Hilfiger fez uma parceria com a Runway of Dreams, uma organização sem fins lucrativos focada em “promover a comunidade com capacidades diferentes na indústria da moda”, e juntos criaram sua primeira linha de roupas adaptáveis. Desde então, a empresa tem trabalhado arduamente em seus projetos para tornar sua roupa mais inclusiva possível.

A nova campanha publicitária mostra grandes nomes na comunidade de deficientes, como o medalhista de ouro paralímpico Jeremy Campbell, a dançarina Chelsie Hill, a blogueira e palestrante motivacional Mama Cax e o chef Jeremiah Josey.

Resultado de imagem para jeremiah josey tommy hilfiger

A linha de roupas apresenta soluções de design inclusivas, como botões magnéticos nas camisas e até nas barras das calças, facilitando o uso com próteses.

Há também fechos de velcro, que substituem zíperes e botões tradicionais.

A coleção inclui até golas fáceis de abrir, projetadas para fazer com que as roupas deslizem e saiam de uma maneira bem menos complicada.

De acordo com um comunicado de imprensa, a missão da linha adaptável Tommy Hilfiger é:

” ser inclusiva e capacitar pessoas de todas as habilidades para se expressarem através da moda”.

A coleção é linda e espero que em breve outras marcas sigam o exemplo, lançando suas próprias linhas de vestuário inclusivo. Principalmente as fasts fashions, né?

Resultado de imagem para jeremiah josey tommy hilfiger

Anúncios

As mulheres fortes da Agatha Christie

Uma das coisas que eu amo nos livros da Agatha Christie é a presença de mulheres poderosas, algumas inclusive quebrando barreiras e estando bem à frente de seu tempo em questões sociais. Além da própria escritora ser uma excelente inspiração por si só – ela foi a romancista de maior vendagem de livros da história, atrás apenas da Bíblia e de Shakespeare -, dessa vez resolvi mostrar algumas de suas personagens femininas que se destacam e não são tão reconhecidas como o Poirot pelo público geral. Só de pensar que elas foram criadas entre 1920 e 1970 já podemos perceber o quão “fora da curva” eram. Mulheres aventureiras, destemidas, fortes, independentes, inspiradoras, quebrando padrões e abrindo caminho para o empoderamento de diversas outras na vida real até hoje.

____________________ Continue lendo “As mulheres fortes da Agatha Christie”