Meu look: Fantasia de Carnaval – Toxic da Britney Spears

intoxicate me now, with your lovin’ now!

Uma das coisas que eu mais amo fazer é me fantasiar, principalmente para tirar fotos. É uma das maneiras mais legais de expressar a criatividade, por isso vemos tantas pessoas adeptas ao Cosplay pelo mundo – isso vicia!

Minha fantasia de Carnaval geralmente é improvisada de último momento, então acabo juntando algumas peças de roupa que tenho em casa e comprando apenas um acessório ou outro, já que não sou fã da festa em si, gosto apenas da parte de poder me fantasiar e andar pelada, confesso. hehe Sou mais fã do Halloween mesmo, tanto que os meus looks condizem melhor com fantasia de Halloween, né? Aproveito que na minha cidade nem sempre é tão quente como no resto do Brasil e perto do Carnaval sempre chove, proporcionando alguns dias mais fresquinhos.

Essa foi minha fantasia de Britney Spears no clipe de Toxic, onde ela é uma superespiã inspirada na estética de animes, HQs e etc. Lembra bastante a Viúva Negra da Marvel, mas não é! hehe

Para montar o look usei uma blusa bem antiga que tenho desde a época do lançamento de Toxic mesmo – eu comprei justamente por esse motivo -, mais uma calça de couro, um cinto ao contrário e as botas que eu já tinha em casa. As luvas eu fiz correndo de última hora e a peruca vermelha comprei na Luxúria Festas.

Infelizmente não consegui fotografar os looks desse ano, então acho que vão ficar para o Halloween! *risos de nervosismo*

Caso ainda não tenha visto, já me fantasiei de Alex DeLarge (Laranja Mecânica) e Barbarella!

SIGA NO INSTAGRAM: @SANTINISYLVIA

COMPRE SIMILARES:

Anúncios

Meu look: Fantasia de Halloween – Barbarella

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-00

A Barbarella é um dos personagens que eu mais amo na vida. O filme é mega tosco, mas sua mensagem é bem mais profunda do que parece e por isso eu gosto tanto, um verdadeiro cult classic. Ela é uma heroína ninfomaníaca que continua inspirando gerações de mulheres fortes e poderosas, principalmente em termos de liberdade sexual (imaginem um filme assim em 1968).  A cena dos créditos iniciais com o striptease em gravidade zero é uma das cenas mais sensuais já feitas no cinema.

Em um contexto histórico, o filme foi lançado um ano antes de o homem chegar à lua e aborda temas que estavam em alta, como o lema paz e amor, o sexo livre e a mulher ganhando voz, lutando pela liberdade sobre seu próprio corpo e suas próprias vontades.

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-03

Foi o primeiro filme de uma super-heroína na história do cinema e é até hoje um ícone do movimento feminista. Mostra a Jane Fonda em uma de suas melhores atuações, conseguindo ser extremante fiel à personagem dos quadrinhos. Ela é representada como um “James Bond espacial de saias“, nos levando a crer que a Barbarella não é apenas um corpo bonito ou um objeto nas mãos dos homens, ela toma suas próprias decisões (que são bem inteligentes, por sinal), também gosta de sexo, faz isso pelo seu bel prazer e interesses pessoais. Tudo isso sem esquecer que ela é a protagonista da história! Uma mulher não precisa ser recatada e estar vestida como um homem para ter poder, derrubando por terra os limites impostos pela sociedade machista, que acredita que mulheres bonitas são apenas fruto de competição feminina ou são assim para agradar os homens.  Ela é sexy E poderosa – a RAINHA DA GALÁXIA!

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-06

Vale ressaltar também outro motivo pelo qual eu amo esse filme: o figurino! O responsável pelas roupas espaciais usadas pela Barbarella foi ninguém menos do que o Paco Rabanne, influenciado pelo movimento feminista de liberdade das mulheres. Mostrava que nós também podemos ser aventureiras, astronautas, piratas e donas do nosso próprio destino. Esse look que escolhi, por exemplo, foi influenciado pela corrida espacial, por isso a cor prata futurística, lembrando também uma armadura criada especialmente para a Idade do Ferro (baseado na filosofia Indiana de que o mundo se recicla de tempos em tempos e que no futuro distante, onde é retratada a história do filme – no século XL -, eles estariam vivendo).

Ah, não posso deixar de mencionar que eu mesma fiz a minha roupa, inclusive a bota e a arma! Então posso dizer que essa fantasia de Halloween é praticamente demi-couture, já que foi feita artesanalmente e inclusive tive que costurar alguns detalhes à mão (todas as tiras pretas, por exemplo). 😊

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-04