Galeria de arte francesa homenageará a Britney Spears

Todo mundo sabe que a Britney Spears é uma verdadeira obra-prima celestial por si só – princesa do pop, artista multifacetada, dona de inúmeros recordes musicais, inventora das cantoras teen solo, rainha da humildade, Barbie humana e ainda possui um coração gigantesco (para mim ela é Godney). Então nada mais justo do que receber uma exibição dedicada a ela em uma galeria de arte na França!

A Galerie Sympa, especializada em arte contemporânea, será palco do que os críticos de arte já estão chamando de ‘a coleção mais importante de obras desde os “Girassóis” de Van Gogh‘. Não sabemos se a obra que ela criou e doou para um leilão de caridade em 2017 estará presente e nem se alguma outra arte criada por ela também será apresentada, mas o fato é que ela é o foco principal da exibição.

“Estamos empolgados em anunciar que abriremos o primeiro show solo da Britney Spears em uma galeria de arte contemporânea”, escreveu a galeria no Instagram

A exibição leva o título de “Às vezes você só precisa brincar“, exatamente como a legenda que a Britney usou em seu post de Instagram de quando mostrou os bastidores da criação de sua obra. Também levou o subtítulo de “Até que o mundo chegue ao fim“, por conta da música de sua música “Till the World Ends”.

Quadro feito pela Britney foi vendido por $10.000 e o valor arrecadado foi destinado às vítimas do tiroteio do festival musical Root 91 Harvest em 2017. Na época, ela disse:

“As flores na minha pintura representam novos começos e é neste espírito que conseguiremos seguir em frente.”

O site da galeria não conta muitos detalhes, mas no Instagram deles foi publicado que o responsável pelo show será o artista Cédric Fargues:

“Através de suas montagens de imagens digitais, Cédric Fargues expõe a validade universal e o poder da música pop para modificar radicalmente os paradigmas atuais da realidade social. Ele descreve a significante poética mais relevantes da cultura ocidental contemporânea quando mapeia Mariah Carey e Britney Spears em paisagens coloridas e cheias de sonhos, nas quais os fenômenos naturais se tornam uma representação fictícia da estética cotidiana doméstica. Neste amplo exercício de estranheza, ele disseca as narrativas fundamentais da arte contemporânea ocidental em sua relação com Madonna e as Spice Girls. (…) Em certo sentido, o caráter indescritível de sua crítica dura sobre a feminilidade moderna e a homossexualidade neutraliza a tensão inerente à obra entre forma e conteúdo, transformando-a em um ensaio visual sobre o estado mental contemporâneo.”

A exibição acontecerá no dia 18 de Janeiro e seria incrível se a Britney aparecesse por lá e mostrasse para o mundo um pouquinho mais de seus trabalhos artísticos sobre telas. Como bem disse a revista Dazed: perante os tempos turbulentos que passamos, esse é o programa que o mundo precisa.

MENOS GUERRA
MAIS BRITNEY SPEARS

LOUBHOUTAN: algum lugar entre o céu e a terra

Um viajante insaciável, Christian Louboutin já visitou incontáveis países ao longo dos anos, mas um deles se manteve em sua imaginação desde sua adolescência: o reino do Butão. O sonho de visitar esse lugar misterioso finalmente aconteceu em 2012, quando Christian fez sua primeira viagem para o reino, descobrindo uma cultura tão rica quanto ele já imaginava. Ao desenvolver uma relação próxima com o povo butanês, o seu fascínio pela cultura e artesanato local deu vida à coleção LouBhoutan – o encontro perfeito de culturas, combinando o savoir-faire butanês e o olhar criativo de Christian traduzido em 13 modelos preciosos de edição limitada.

Trabalhando de perto com os alunos do Instituto Nacional Zorig Chusu, também conhecido como “Escola das 13 Artes”, as bases de cada peça foram criadas no Butão enquanto as superiores foram desenhadas por Christian e feitas na Itália. Demandando uma enorme quantidade de talento, habilidade artística e paciência, cada um dos treze modelos apresenta plataformas e saltos esculpidos à mão, fazendo com que cada peça seja completamente única.

“Nada no Butão é básico, da arquitetura à moda, tudo é cheio de detalhes, padrões estilizados e cor”, disse Christian

No Butão, assim como na coleção, os detalhes reinam. Sejam os lótus budistas ou monstros, flores do Himalaia ou arabescos típicos, a coleção está repleta de simbolismo místico e iconografia tradicional. Uma referência direta à reputação do Butão como o “Teto do Mundo”, nuvens estilizadas e gradações delicadas interpretam as cores do céu no nascer e no pôr do sol, adornando muitos dos modelos que chegam com detalhes em seda e saltos de madeira pintados à mão. O tema de nuvem mística no veludo azul faz uma referência à busca singular do país por satisfação emocional e felicidade.

Como um tributo pessoal à imensa beleza do Butão, o desejo de Christian em manter a autenticidade e o trabalho artesanal no coração do processo criativo pode ser claramente observado através da natureza excepcional de cada uma dessas peças únicas.

O que eu mais gostei é que a coleção foi apresentada de uma maneira espetacular em uma réplica do trem Expresso do Oriente (sim, o mesmo da Agatha Christie), mas renomeado de Louboutin Express.

Próxima parada, LouBHOUTAN!

 

http://www.christianlouboutin.com

@LouboutinWorld #LouboutinWorld

*divulgação