Significado do carro amassado na imagem do Glory – Britney Spears e David LaChapelle

David LaChapelle sempre faz arte surrealista nos trabalhos dele, sempre com mensagens subliminares. Ele fala coisas sobre os artistas através de montagens.
..créditos ao blog GOT SIN? gotsin.com.br
Com a capa do Glory não foi diferente. Ele usou carros amassados no fundo de uma das fotos e fez os fãs questionarem o significado de tudo aquilo. Nada do que ele faz é aleatório! Pesquisando sobre, descobri que ele usou no fundo uma arte feita por ele mesmo, chamada de “The Crash” (O Acidente). Ela fez parte de uma exibição dele de 2009, chamada “Cars and Money“, descrita como:
“Na exposição, o artista examina os conceitos de dinheiro, status e luxo que ele tanto construiu. “The Crash” inclui trabalhos com nomes de slogans em publicidade automotiva, que apresentam uma colagem de imagens mostrando carros esmagados e destruídos, literalmente re-contextualizando automóveis de última geração e nos forçando a repensar nossa ideia de luxo.

Decifrando o conceito da Britney:

Sabendo disso fica fácil de entender o conceito. A Britney é um acidente da indústria musical. Sempre consegue se reerguer quando ninguém mais acredita nela, mover a máquina do pop. É um nome muito forte, mas que foi destruída. Ou pelo menos tem por trás dela um passado cheio de acidentes e destruição.
.créditos ao blog GOT SIN? gotsin.com.br
Ela está deslumbrante sobre pedaços espelhados que refletem a imagem dela que, mesmo danificada, continua intacta. Os óculos de sol, tão característicos de sua vida em 2007, de quando ela era perseguida por paparazzi (que destruíam a imagem dela), são a proteção contra os flashes inoportunos e a barreira que ela teve que criar entre sua vida privada e os holofotes.
.créditos ao blog GOT SIN? gotsin.com.br
Ao mesmo tempo em que ela define uma vida de luxo apenas como fachada, pq sabemos que na vida real ela não curte ostentação e é bem humilde. Uma construção de imagem.
.créditos ao blog GOT SIN? gotsin.com.br

É uma arte. Então a interpretação é subjetiva e cada um pode contextualizar da maneira que bem entender. Não existe errado. O importante é que ela nos faça refletir sobre o que está ali. Essa foi apenas a minha visão.
.créditos ao blog GOT SIN? gotsin.com.br

O que acham?

COMPRE O DISCO GLORY AQUI

Galeria de arte francesa homenageará a Britney Spears

Todo mundo sabe que a Britney Spears é uma verdadeira obra-prima celestial por si só – princesa do pop, artista multifacetada, dona de inúmeros recordes musicais, inventora das cantoras teen solo, rainha da humildade, Barbie humana e ainda possui um coração gigantesco (para mim ela é Godney). Então nada mais justo do que receber uma exibição dedicada a ela em uma galeria de arte na França!

A Galerie Sympa, especializada em arte contemporânea, será palco do que os críticos de arte já estão chamando de ‘a coleção mais importante de obras desde os “Girassóis” de Van Gogh‘. Não sabemos se a obra que ela criou e doou para um leilão de caridade em 2017 estará presente e nem se alguma outra arte criada por ela também será apresentada, mas o fato é que ela é o foco principal da exibição.

“Estamos empolgados em anunciar que abriremos o primeiro show solo da Britney Spears em uma galeria de arte contemporânea”, escreveu a galeria no Instagram

A exibição leva o título de “Às vezes você só precisa brincar“, exatamente como a legenda que a Britney usou em seu post de Instagram de quando mostrou os bastidores da criação de sua obra. Também levou o subtítulo de “Até que o mundo chegue ao fim“, por conta da música de sua música “Till the World Ends”.

Quadro feito pela Britney foi vendido por $10.000 e o valor arrecadado foi destinado às vítimas do tiroteio do festival musical Root 91 Harvest em 2017. Na época, ela disse:

“As flores na minha pintura representam novos começos e é neste espírito que conseguiremos seguir em frente.”

O site da galeria não conta muitos detalhes, mas no Instagram deles foi publicado que o responsável pelo show será o artista Cédric Fargues:

“Através de suas montagens de imagens digitais, Cédric Fargues expõe a validade universal e o poder da música pop para modificar radicalmente os paradigmas atuais da realidade social. Ele descreve a significante poética mais relevantes da cultura ocidental contemporânea quando mapeia Mariah Carey e Britney Spears em paisagens coloridas e cheias de sonhos, nas quais os fenômenos naturais se tornam uma representação fictícia da estética cotidiana doméstica. Neste amplo exercício de estranheza, ele disseca as narrativas fundamentais da arte contemporânea ocidental em sua relação com Madonna e as Spice Girls. (…) Em certo sentido, o caráter indescritível de sua crítica dura sobre a feminilidade moderna e a homossexualidade neutraliza a tensão inerente à obra entre forma e conteúdo, transformando-a em um ensaio visual sobre o estado mental contemporâneo.”

A exibição acontecerá no dia 18 de Janeiro e seria incrível se a Britney aparecesse por lá e mostrasse para o mundo um pouquinho mais de seus trabalhos artísticos sobre telas. Como bem disse a revista Dazed: perante os tempos turbulentos que passamos, esse é o programa que o mundo precisa.

MENOS GUERRA
MAIS BRITNEY SPEARS