Se as Princesas Disney fossem Femme Fatales de filmes noir

O artista Ástor Alexander criou a versão mais legal das Princesas Disney até agora. Ele as imaginou como femme fatales nos filmes noir. 🖤

“Sou fã de personagens femininas poderosas e esse foi o principal objetivo desta série – transformar as personagens Disney em detetives e criminosas fodonas.” disse o artista

Compre os pôsteres AQUI

Anúncios

20 anos de carreira da Britney Spears

20 anos de carreira do ícone!

Passei 2/3 da minha vida idolatrando a Britney Spears e lembro até hoje de quando assisti o vídeo de Baby One More Time pela primeira vez com 10 anos de idade. Ela era um mix de várias coisas que eu amava na época: a Barbie, a Buffy (o uniforme vermelho e amarelo que aparece no clipe era igual ao usado em Sunnydale High) e a minha Spice Girl favorita, Mel C, porque ela dava chutes no ar. Sem contar que era uma exímia dançarina. Ou seja, para mim a fórmula perfeita.

Ouvir Britney Spears era o meu ato de rebeldia.

Como eu cresci em uma casa onde Metal era música de ninar, ouvir Britney Spears era o meu ato de rebeldia. Sempre gostei das mulheres fortes representando os meus sonhos, seja na música, livros, televisão ou filmes. Não eram muitas em carreira solo musical antes dela. Tínhamos a Madonna, Janet Jackson, Whitney, Mariah, Aaliyah, mas a mudança no pop só veio depois da Britney, que abriu o caminho para as adolescentes, trazendo à tona os nossos dilemas sem julgamentos. Até hoje os artistas novos continuam se inspirando nela.

A Britney, por mais que seja lembrada como um “produto fabricado” – argumento pífio de quem não entende nada do que passa no coração de uma adolescente – me representava completamente. Cresci com ela e a sua música me acompanhou durante todas as etapas da vida, do topo até a queda e da queda até o renascimento, como uma fênix. Ainda me vejo em muitos aspectos dela e sua música continua falando por mim. Ela é uma pessoa humilde, pé no chão, real, nunca fala mal de ninguém, sempre trata bem as pessoas ao redor e tenta superar seus próprios defeitos diariamente. Apesar de ter sido sempre criticada, nunca perdeu a doçura de sua alma e continua emanando seu brilho pelas multidões mundo afora (e são muitas, vale constar). Tenho muito orgulho de ser fã de uma pessoa e artista assim. Sou B-Army raiz!

Eu já devo ter escutado BOMT no mínimo 1 milhão de vezes durante estas 2 décadas e cada tã-nã-nãn do começo me arrepia como se fosse a primeira vez que estivesse escutando. Eu fazia as minhas amigas e familiares assistirem meus shows performáticos de dança e playback na sala de casa ou onde quer que tocasse Britney Spears. (Desculpa, migas! 😅) Vocês não devem ter ideia de quantas vezes dancei essa música, I’m a Slave 4u, Overprotected e Oops I Did It Again na vida! Spoiler: mais do que um humano normal! 🙈

Copiaram o meu Vestido Dourado no MET Gala 2018 😱

Não querendo me achar, mas só pra avisar que VIREI TRENDESETTER! Pois é, lancei moda com o look que criei para o casamento da minha irmã, que consistia em um vestido dourado com fenda. Ontem no MET Gala não deu outra, muitos vestidos nesse estilo foram desfilados pelo red carpet, inclusive da nossa beldade nacional, Gisele Bündchen!

O casamento da minha irmã foi em Março de 2017 e o MET Gala foi em Maio de 2018. Do the math! hahaha

BITCH STOLE MY LOOK!

Vamos começar pelo mais óbvio: o look da Olivia Munn! Ela não contente em plagiar meu vestido, ainda copiou o tom do batom e o cabelo solto. Feito pela H&M.

E o que falar da Emily Ratajkowski, que copiou até as mangas longas? Assinado pelo Marc Jacobs.

Até minha musa mor, Kim Kardashian! Ainda é Versace, minha marca favorita. Que ousadia!
A prova de que ela lê meu blog é que o outro look usado no after é um clássico da Versace que eu falei sobre outro dia por aqui tb! EXATAMENTE O MESMO! Coincidência? Acho que não.

Outra musa, Ashley Graham, mudou o tom um pouquinho para disfarçar o plágio criado por Prabal Gurung.

E o que falar dessa versão “pobrinha” Versace da Gisele Bündchen?

E a versão ryqueza da Irina Shayk? Também Versace.

Kerry Washington usou uma versão mais comportada feita pelo Ralph Lauren.

Joan Smalls bem glamourosa by Tommy Hilfiger.

A Jasmine Sanders já optou por uma versão mais rococó barroca rebuscada da H&M.

E essa versão mini da Katy Perry? Também Versace.

Temos também a versão conceitual do Altuzarra, usada pela Evan Rachel Wood.

E a versão carnavalesca by Dolce & Gabbana da Sarah Jessica Parker.

Outra de Dolce & Gabbana, foi a Anya Taylor-Joy.

Eu novamente para mostrar que acertei até o tema de deusa dourada do catolicismo.

.

O POST CONTÉM IRONIA

Preciso avisar que o post é uma brincadeira? Acho que está bem óbvio, né?

Rihanna foi de Papa no MET Gala

REACH OUT AND TOUCH FAITH

Estava muito ansiosa esperando pelos looks que desfilariam no MET Gala, basicamente por causa do tema: Heavenly Bodies – Fashion and the Catholic Imagination (Corpos Celestes: Moda e a Imaginação Católica). Eu amo um sacrilégio na moda, como o próprio nome do blog já diz, então esperava muita polêmica pela frente e minhas maiores apostas eram na Rihanna e Madonna.

Quem não decepcionou foi a Riri! Confesso que não estava tão preparada assim para esse tiro que foi o look da Rihanna, que se vestiu de nada menos do que o PAPA! Sim, com direito a mitra desenhada pelo Stephen Jones e tudo. Por trás do look, está a assinatura criativa do igualmente polêmico John Galliano, que comanda a grife Maison Margiela atualmente.

HABEMUS PAPAM

Um look que até faz sair fumaça branca do Vaticano desses, bicho!

Adaptive – a linha de roupas para deficientes físicos da Tommy Hilfiger

A Tommy Hilfiger revelou esta semana sua nova linha de roupas Adaptive, que tem como objetivo tornar a hora de se vestir uma tarefa mais fácil para pessoas com deficiências.

Em 2016, a Tommy Hilfiger fez uma parceria com a Runway of Dreams, uma organização sem fins lucrativos focada em “promover a comunidade com capacidades diferentes na indústria da moda”, e juntos criaram sua primeira linha de roupas adaptáveis. Desde então, a empresa tem trabalhado arduamente em seus projetos para tornar sua roupa mais inclusiva possível.

A nova campanha publicitária mostra grandes nomes na comunidade de deficientes, como o medalhista de ouro paralímpico Jeremy Campbell, a dançarina Chelsie Hill, a blogueira e palestrante motivacional Mama Cax e o chef Jeremiah Josey.

Resultado de imagem para jeremiah josey tommy hilfiger

A linha de roupas apresenta soluções de design inclusivas, como botões magnéticos nas camisas e até nas barras das calças, facilitando o uso com próteses.

Há também fechos de velcro, que substituem zíperes e botões tradicionais.

A coleção inclui até golas fáceis de abrir, projetadas para fazer com que as roupas deslizem e saiam de uma maneira bem menos complicada.

De acordo com um comunicado de imprensa, a missão da linha adaptável Tommy Hilfiger é:

” ser inclusiva e capacitar pessoas de todas as habilidades para se expressarem através da moda”.

A coleção é linda e espero que em breve outras marcas sigam o exemplo, lançando suas próprias linhas de vestuário inclusivo. Principalmente as fasts fashions, né?

Resultado de imagem para jeremiah josey tommy hilfiger

Novo livro da Marina Barbieri – Amarela

Lembram que falei sobre um livro da Marina Barbieri por aqui? Assim que acabei de ler o “Fique com alguém que não tenha dúvidas“, já fiquei ansiosa pelo segundo livro e essa hora finalmente está cada vez mais próxima. Mas para isso acontecer ela precisa da nossa ajuda!

O próximo livro se chamará Amarela e é um compilado de poesias diretas, numa linguagem clara e acessível que aborda temas como amor, paixão, desilusão, rejeição, dor, feminilidade e resiliência. Algumas são belas, leves e acolhedoras, enquanto outras incomodam e machucam.

O livro contará também com as incríveis ilustrações de Lucas Werneck e com um prefácio de tirar o fôlego escrito por Rafael Gonçalves.

COMO AJUDAR?

O livro só acontecerá se a meta de R$ 30.000,00 for atingida no projeto de financiamento coletivo.

A campanha ficará ativa no site Kickante durante 60 dias recebendo o apoio de todos que acreditam no trabalho dela e querem ver esse livro virando realidade.

Para apoiar é muito fácil:

  1. Entre em: https://www.kickante.com.br/campanhas/novo-livro-marina-barbieri-amarela
  2. Escolha o valor da sua contribuição
  3. Selecione a forma de pagamento, boleto ou cartão de crédito (parcele em até 6x com parcela mínima de R$ 25).

Kickante é seguro e é um dos maiores sites de financiamento coletivo do mundo. Pode confiar!

 

 

 

Britney Spears estrela campanha da Kenzo

Conforme eu tinha anunciado, Britney Spears é a estrela da nova campanha da Kenzo!

A princesa do pop foi fotografada por Peter Lindbergh usando peças da coleção Memento nº2, com muito jeans e a estampa icônica de bambus e tigres da marca. Continue lendo “Britney Spears estrela campanha da Kenzo”