Documentário de moda – O Evangelho segundo André

Resultado de imagem para andre leon talley photoshoot

“I don’t live for fashion, I live for beauty and style.”

No dia 25 de maio será lançado nos cinemas americanos o documentário “The Gospel According To André“, dirigido por Kate Novack. Não vejo a hora de poder assistir aqui no Brasil também (Alô, Netflix!).

Para quem não conhece, André Leon Talley é uma das vozes mais influentes da indústria da moda. Sempre com suas capas, está presente na primeira fila dos melhores desfiles há décadas e sua trajetória de vida e carreira são tão fascinantes quanto suas opiniões sobre moda. Por esse motivo, nada mais justo do que ganhar seu próprio documentário que narra a ascensão de uma humilde criação no sul para editor na Vogue e símbolo fashion.

O documentário também conta com muitos famosos que o adoram, como Tom Ford, Diane von Fürstenberg, Marc Jacobs, Manolo Blahnik e, claro, Anna Wintour, que lhe dá crédito por ensinar sobre moda em seus primeiros dias como editor-chefe na Vogue. Mas algumas das anedotas mais memoráveis vêm de seus amigos de infância. Através deles e das memórias de Talley, temos uma imagem aprofundada do fashionista quando jovem, criado por sua amada avó, eternamente fascinado com as revistas da Vogue que ele lia na biblioteca e o estilo de sua avó e suas amigas, quando vestiam seus melhores chapéus todos os domingos para a igreja. Em um ponto, Talley vai para casa para relembrar sua ex-professora do ensino médio, e recorda seu guarda-roupa antigo com detalhes assustadores.

“Foi até fácil montar o documentário porque a Kate Novack sabia o que ela queria dizer. Ela era muito, muito organizada. Sua pesquisa foi incrível.

Resultado de imagem para andre leon talley weight loss

A profundidade da pesquisa, todo o caminho de volta para Brown e indo para a Carolina do Norte. Ela constantemente me surpreendeu,  tinha um conhecimento muito profundo do meu começo de vida e eu apenas dava a ela os nomes das pessoas para entrevistar. Minha professora do ensino médio, a Sra. Garrett, meu melhor amigo do ensino médio, Bruce, e talvez da minha escola em Hillside, e depois ela juntou todos od fragmentos de décadas da minha vida e uniu em um belo filme. Não precisei organizar nada, apenas sentava-me para conversar sempre que ela queria.”

Resultado de imagem para andre leon talley young

Só assisto filme “gospel” se for assim!

 

Anúncios

Toxic da Britney Spears faz toda cena de luta ficar melhor!

Toxic da Britney Spears faz toda cena de luta ficar melhor!

Já é hora dos filmes começarem a usar a música “Toxic” da Britney Spears mais vezes.

Fizeram um remix da cena de luta do filme “Thor: Ragnarok” com a música mais popular da princesa do pop e está viralizando por conta de combinarem perfeitamente o ritmo uma da outra. A cena ficou tão poderosa e energética quanto a versão original, em que foi usada a música “Immigrant Song” do Led Zeppelin (só que ainda mais incrível!): Continue lendo “Toxic da Britney Spears faz toda cena de luta ficar melhor!”

Desfile da Gucci – as cabeças cortadas, o manifesto ciborgue e nossa construção social milimétrica

Desfile da Gucci – as cabeças cortadas, o manifesto ciborgue e nossa construção social milimétrica

A Milão Fashion Week ainda nem terminou e eu já quero eleger o desfile da Gucci como o melhor da temporada!

Alessandro Michele está de parabéns pelo conceito genial e trabalho artístico utilizado. Uma sala cirúrgica como passarela, cabeças humanas como acessório, terceiro olho, bebê dragão, cobra, camaleão e uma volta ao mundo em uma versão ciborgue! Continue lendo “Desfile da Gucci – as cabeças cortadas, o manifesto ciborgue e nossa construção social milimétrica”

Pincéis de Maquiagem das Meninas Malvadas

.
Levante a mão quem já desejou ter um Burn Book todinho seu! ✋
 .
Agora isso é possível, graças à Spectrum! O melhor é que o livro não vem com shades, mas sim com uma coleção completa de pincéis de maquiagem! OMG, e eles são incríveis! (desculpem o entusiasmo de fã aqui)
.

.
Cada pincel tem uma frase icônica do filme Mean Girls (Meninas Malvadas) e em um degradê lindo de lilás e rosa. That’s so fetch! Ao total são 10 pincéis. Também é possível comprar um acrílico para deixá-los em cima da mesa e facilitar o uso:
.
.
As responsáveis por essa coleção, as irmãs Sophie e Hannah Pycroft, donas da Spectrum, acharam que o filme e a marca delas se encaixaram perfeitamente, dizendo:
.

“Nós amamos Mean Girls: as cores, as frases, o humor. Achamos que todas essas coisas poderiam criar uma gama de produtos verdadeiramente icônicos. Filme cult combinado com uma marca cult de beleza? SIM, por favor! Nós colocamos uma pitada da Spectrum introduzindo uma vibe de girls squad – nosso vídeo promocional mostra as meninas se ajudando a fazer suas maquiagens. Não há sabotagem aqui! O Burn Book será a ferramenta essencial para as meninas usarem como empoderamento de umas às outras, diferente do filme. Usamos apenas a estética dele nesse caso.”

 .
.
O que eu mais amei é que os pincéis são VEGANOS e cruelty free! Como diz no site deles: “Nenhum unicórnio foi ferido no processo de produção!” 
 .
 
.
Só os preços que não são tão lindos quanto os produtos, ainda mais se convertermos eles em nossos suados golpinhos, oops, Reais.  Aqui tem uma listinha completa dos valores:
.
Conjunto de 10 pincéis – £49.99 (cerca de R$210)
Conjunto de 10 pincéis e Burn Book pequeno – £79.99 (cerca de R$340)
Burn Book grande (sem pincéis) – £49.99 (cerca de R$210)
Acrílico pequeno ‘On Wednesdays We Wear Pink’ – £14.99 (cerca de R$63)
Acrílico grande ‘On Wednesdays We Wear Pink’ – £24.99 (cerca de R$105)
Cílios postiços Regina, Karen e Gretchen –£9.99 (cerca de R$42)
.

A coleção foi lançada em Agosto e já tem vários produtos sold out! Particularmente, penso que vale a pena para quem é muito fã da marca e gosta de investir em produtos de qualidade. Lindos eles são, incontestavelmente! É uma maneira de entrar no mundo do filme mais amado de uma geração:
.

 .
GROOL!

Top 5 – Melhores Filmes do Ano (2016)

third-man

The Third Man

Como vocês já sabem, sou viciada em filmes noir e esse é um dos mais bonitos do estilo, além de ser um suspense bem intrigante. A brincadeira de sombras do Carol Reed é fantástica, mostrando o clássico filme de perseguição e detetive. Quem também participa da obra é o ator e escritor Orson Welles ♥, então fica difícil não se apaixonar.  Fico muito feliz quando descubro algum clássico desses perdido em um mundo tão cheio de filmes péssimos, é como se eu encontrasse um tesouro enterrado no meio do nada. (Em breve farei um post falando sobre filmes noir ou Orson Welles, daí explico melhor o enredo desse filme.)

 secret-life-of-pets

A Vida Secreta dos Bichos

Nem só de filme cult que se vive! Temos filmes fofíneos também, é claro. Perdi o meu cachorrinho Lupi esse ano, mas fiquei feliz de relembrá-lo ao assistir esse desenho, pois ele é o Max escritinho! Cachorrinho ciumento e grudinho da mamãe, que me esperava na porta até eu voltar, seja do banheiro ou da rua. hahah ♥

.

10-cloverfield-lane-701x394

10 Cloverfield Lane

Amo quando sou surpreendida por lançamentos, já que são pouquíssimos filmes novos que prestam. Esse é um suspense bem bizarro onde estamos tão informados quanto a protagonista, então vamos descobrindo as coisas ao mesmo tempo que ela, do começo ao fim. Ela sofre um acidente de carro e acorda em um bunker onde há um homem que cuida dela, alegando que a encontrou no meio da estrada e a salvou do fim do mundo levando-a para lá. Ficamos sem saber se ela foi sequestrada e o cara é louco ou realmente aconteceu o fim do mundo e ele é um herói. Muito bom!

.

house-on-haunted-hill-02

HOUSE OF HAUNTED HILL

Já falei desse filme no post sobre o Vincent Price. Não assisti ele pela primeira vez esse ano, mas como eu fiz uma maratona especial do ator, achei justo colocar aqui algum deles para simbolizar. Não julguem o meu ano pelo tema macabro dos filmes, apenas amo suspenses. Geralmente são histórias mais elaboradas e inteligentes.

.

la-confidential-1

L.A. Confidential

Falei tanto das femme fatales esse ano que seria impossível não incluir ao menos um filme com esse arquétipo por aqui. Apesar de não haver uma forte nessa película, fala de várias e mostra como elas influenciavam a vida das pessoas comuns naquela época, principalmente em Los Angeles. Um neo-noir do final dos anos 90 onde o foco é a corrupção policial. Foi muito bom rever esse filme com olhos mais maduros.
.

Qual o seu filme favorito em 2016?

Top 5 – Melhores Séries do Ano (2016)

Dirk Gently’s Holistic Detective Agency

Essa é a melhor série do ano! Já tinha ouvido falar sobre o seriado inglês de mesmo nome, mas confesso que não tinha despertado o meu interesse. Aí a Netflix anunciou uma versão americana com o Elijah Wood (o Frodo) e eu fiquei super ansiosa pela estreia. É difícil explicar o enredo sem dar spoiler, pois a gente só entende ele de verdade no final, já que é um suspense muito bem elaborado e cheio de “labirintos” psicológicos. Inspirada no livro homônimo do Douglas Adams (o mesmo de ” O Guia do Mochileiro das Galáxias”), ela traz um detetive holístico que resolve casos ao acaso, sem seguir pistas precisas e confiando apenas no destino e onde o universo o levar. Nessa história, ele começa a investigar um caso onde pessoas são mortas na suíte de cobertura de um hotel e parecem ter sido devoradas por um tubarão (que obviamente não teria como chegar até ali). Para quem ama ficção científica, suspense e comédia, com certeza vai gostar. O escritor original criou o livro enquanto escrevia alguns episódios de Doctor Who, então é possível encontrar uma leve semelhança nos personagens e estilo. Também achei que mistura um pouco de Buffy com Sherlock Holmes e Gravity Falls, ou seja: é muito boa!

.

Stranger Things

Tá, eu sei… todo mundo já cansou de ouvir falar que essa série é incrível, então não me estenderei muito para não soar clichê. Como eu amo clássicos do cinema, essa série com certeza ganhou o meu coração esse ano. Só espero que a próxima temporada continue tão brilhante quanto essa.

.

Gilmore Girls

Esse foi o ano de rever todas as temporadas e ainda se deliciar com uma novinha em folha, tão linda quanto as outras antigas. Quando eu era mais nova, acompanhava fielmente os episódios na televisão, me via muito na Rory (pois é, shocking!), pois eu tb era uma pessoa que pensava apenas nos estudos e era toda certinha (como as coisas mudam! hahahaha). Então, ao assistir novamente a série, vi ela com olhos mais maduros e me senti bem mais Lorelai (aliás, melhor personagem!). Gostei muito dos 2 desfechos da série, o anterior e esse atual, mas não posso dar mais detalhes dos motivos para não ter spoilers por aqui.

.

Full House

Aproveitando o embalo de rever as séries, parti para Full House! Fazia tempo que eu queria assistir novamente direto do comecinho sem parar e esse ano eu consegui. O legal é que tivemos mais 2 temporadas novas esse ano, onde o foco não é mais o Tio Jessemuitos episódios da série original ficavam chatos de tanto que ele “roubava” o script, né? – e sim as meninas, que agora estão crescidas e mais engraçadas do que nunca – só faltou a Michelle. A minha personagem favorita sempre foi a Stephanie, pois ela era a mais “real” e se comportava como uma irmã mesmo, sempre aprontando e errando, ao contrário da DJ, que era sempre perfeitinha. Nessa nova temporada, acho uma fofura o Max e não posso deixar de mencionar a excelentíssima Kimmy Gibbler. A segunda parte de Fuller House ficou bem melhor do que a primeira, parece que os produtores capricharam mais no roteiro e a história ganhou mais fluidez até na parte cômica, que lembrou uma mistura de “Friends” com “Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira“.

.

That ’70s Show

Uma das minhas séries favoritas nos anos 2000 finalmente chegou ao Netflix no começo de março e eu tive que fazer um revival – como podem perceber, o meu ano foi super nostálgico. É uma comédia bem adolescente, mas não menos interessante por isso. Impossível não rir do Red, Kelso, Jackie, Laurie e Kitty! Na real, todos os personagens são sensacionais, com exceção do Eric, que servia apenas de âncora dramática para a série – e olha que ele era o principal! – e ainda estragou algumas temporadas. Tirando isso, foi ótimo me jogar nessa vibe 70’s que jamais vivi mas já considero pacas! ♥

Qual a sua série favorita em 2016?

Meu look: Fantasia de Halloween – Barbarella

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-00

A Barbarella é um dos personagens que eu mais amo na vida. O filme é mega tosco, mas sua mensagem é bem mais profunda do que parece e por isso eu gosto tanto, um verdadeiro cult classic. Ela é uma heroína ninfomaníaca que continua inspirando gerações de mulheres fortes e poderosas, principalmente em termos de liberdade sexual (imaginem um filme assim em 1968).  A cena dos créditos iniciais com o striptease em gravidade zero é uma das cenas mais sensuais já feitas no cinema.

Em um contexto histórico, o filme foi lançado um ano antes de o homem chegar à lua e aborda temas que estavam em alta, como o lema paz e amor, o sexo livre e a mulher ganhando voz, lutando pela liberdade sobre seu próprio corpo e suas próprias vontades.

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-03

Foi o primeiro filme de uma super-heroína na história do cinema e é até hoje um ícone do movimento feminista. Mostra a Jane Fonda em uma de suas melhores atuações, conseguindo ser extremante fiel à personagem dos quadrinhos. Ela é representada como um “James Bond espacial de saias“, nos levando a crer que a Barbarella não é apenas um corpo bonito ou um objeto nas mãos dos homens, ela toma suas próprias decisões (que são bem inteligentes, por sinal), também gosta de sexo, faz isso pelo seu bel prazer e interesses pessoais. Tudo isso sem esquecer que ela é a protagonista da história! Uma mulher não precisa ser recatada e estar vestida como um homem para ter poder, derrubando por terra os limites impostos pela sociedade machista, que acredita que mulheres bonitas são apenas fruto de competição feminina ou são assim para agradar os homens.  Ela é sexy E poderosa – a RAINHA DA GALÁXIA!

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-06

Vale ressaltar também outro motivo pelo qual eu amo esse filme: o figurino! O responsável pelas roupas espaciais usadas pela Barbarella foi ninguém menos do que o Paco Rabanne, influenciado pelo movimento feminista de liberdade das mulheres. Mostrava que nós também podemos ser aventureiras, astronautas, piratas e donas do nosso próprio destino. Esse look que escolhi, por exemplo, foi influenciado pela corrida espacial, por isso a cor prata futurística, lembrando também uma armadura criada especialmente para a Idade do Ferro (baseado na filosofia Indiana de que o mundo se recicla de tempos em tempos e que no futuro distante, onde é retratada a história do filme – no século XL -, eles estariam vivendo).

Ah, não posso deixar de mencionar que eu mesma fiz a minha roupa, inclusive a bota e a arma! Então posso dizer que essa fantasia de Halloween é praticamente demi-couture, já que foi feita artesanalmente e inclusive tive que costurar alguns detalhes à mão (todas as tiras pretas, por exemplo). 😊

sininhu-sylvia-santini-fantasia-de-halloween-barbarella-blog-got-sin-04

Vídeo novo da Britney Spears – Slumber Party

britney-spears-and-tinashe-slumber-party-blog-got-sin

Finalmente a Britney Spears trouxe um vídeo bem digno ao seu estilo para o público novamente. Ela lançou hoje o clipe de Slumber Party, o seu novo single, com a participação especial da Tinashe – que virou mera figurante, vale dizer.

O clipe me lembrou muito os antigos dela, como Boys e My Prerogative, trazendo uma boa nostalgia para os fãs. Nas cenas podemos ver a Britney chegando em uma mansão para participar de uma “festinha do pijama” um tanto quanto apimentada. Adorei mais ainda por saber que foi inspirado no filme do Stanley Kubrick, De Olhos Bem Fechados! O diretor escolhido foi o Colin Tilley, famoso por dezenas de vídeos pop por aí – Anaconda, da Nicki Minaj e M.I.L.F., da Fergie.

britney-spears-slumber-party-blog-got-sin-15

A minha cena favorita é a dela engatinhando sobre uma mesa e bebendo leite derramado – adoro imagens com mensagem subliminar que vão muito além do que aparentam e te fazem pensar -, mas também gostei de quando ela entra na festa, onde há uma troca de takes que mostra o contraste entre o fogo e bolhas de sabão. 🔥💦

britney-spears-slumber-party-blog-got-sin-03

A Britney está linda, confiante, pareceu se divertir bastante durante as gravações e isso me deixa muito feliz. Os looks então… Nem sei qual escolher, já que todos estão fantásticos! Quero mais vídeos assim para o Glory, um dos melhores álbuns já lançados. Mas me incomodou um pouco a Tinashe servindo de eye candy e sex toy, pois parece que ela está ali forçadamente para que a gravadora a promova nas custas da Britney, já que sua participação é bem desnecessária – e olha que eu curto a carreira solo dela. Também teve a presença do ator Sam Asghari, que fez o papel de “dono da festa”, tirando um pouco o poder da Britney, né? Ele é gatinho, mas quem é a dona da p* toda é ela! Desculpa aí.

Continuarei sonhando com ao menos o clipe de Change Your Mind (No Seas Cortés), já que Better – minha favorita – não tem grandes chances de ser incluída na filmografia da Britney. Apesar de os boatos afirmarem que o próximo single será Liar. Em todos os casos, já estamos com o nosso colete à prova de balas esperando pelos próximos tiros que virão! ❤