As mulheres fortes da Agatha Christie

Uma das coisas que eu amo nos livros da Agatha Christie é a presença de mulheres poderosas, algumas inclusive quebrando barreiras e estando bem à frente de seu tempo em questões sociais. Além da própria escritora ser uma excelente inspiração por si só – ela foi a romancista de maior vendagem de livros da história, atrás apenas da Bíblia e de Shakespeare -, dessa vez resolvi mostrar algumas de suas personagens femininas que se destacam e não são tão reconhecidas como o Poirot pelo público geral. Só de pensar que elas foram criadas entre 1920 e 1970 já podemos perceber o quão “fora da curva” eram. Mulheres aventureiras, destemidas, fortes, independentes, inspiradoras, quebrando padrões e abrindo caminho para o empoderamento de diversas outras na vida real até hoje.

____________________

Miss Marple

Impossível não citar a Miss Marple em primeiro lugar quando nos referimos às mulheres fortes criadas pela Agatha Christie. Essa personagem é a prova de que as aparências enganam. Uma solteira idosa, muitas vezes subestimada pela sociedade, em 1930, se tornando uma grande detetive e resolvendo crimes que especialistas da polícia não conseguiam? É de aplaudir de pé! São 12 livros onde ela é a personagem principal e mais 2 contos onde podemos nos deleitar com toda a sagacidade lógica dessa senhora incrível. Sua primeira aparição foi no livro O Assassinato na Casa do Pastor, mas recomendo fortemente o box número 4 da Coleção Agatha Christie, que vem com 3 grandes histórias da Miss Marple ( Nêmesis, Cem Gramas de Centeio e A Maldição do Espelho).

____________________

Tuppence Beresford

Sabe aquela esposa e dona de casa perfeita? Esqueça isso quando pensar na Tuppence Beresford! A personagem é uma leitora voraz de histórias de crimes e aventuras, um dia ela cansou de apenas ler e resolveu viver tudo isso. Começou arrastando o seu melhor amigo, Tommy, nas jornadas de espionagem, logo mais casaram e ficaram sócios da Jovens Aventureiros Ltda, agência de detetives. Apesar dela aparecer sempre junto do seu marido em todas as histórias e se tornarem o mais famoso casal de detetives, é ela que controla as rédeas da relação e da carreira de ambos, algo nada comum para um casal da década de 1920. Enquanto Tommy mantém os pés no chão e é precavido, Tuppence é mais intuitiva, esperta, carismática e quando coloca algo em mente, nada consegue pará-la. Juntos eles se equilibram e conseguem salvar a nação – e inspirar milhares de sonhadores também! A primeira aparição foi no livro O Adversário Secreto, em 1922.

____________________

Lucy Eylesbarrow

É indiscutivelmente a mais moderna e prática personagem feminina da Agatha. Apesar de ser formada em Matemática na Universidade de Oxford e ter uma carreira acadêmica de sucesso, Lucy decidiu criar sua fortuna de uma maneira inesperadamente perspicaz: sendo governanta. Detectando uma lacuna potencialmente lucrativa no mercado de ajuda doméstica qualificada, ela se estabeleceu como uma adição indispensável à gestão doméstica, e, como resultado, era muito procurada e extremamente bem paga. Lucy conheceu Miss Marple quando a ajudou a se recuperar de uma pneumonia. Dois anos depois, a senhora idosa chamou Lucy para ser seus olhos e ouvidos quando suspeitava que um corpo tivesse sido jogado de um trem. Naturalmente, a eficiente Lucy fez o que precisava ser feito e, divertidamente, ao longo do caminho roubou corações de vários homens. Ela era um perfeito exemplo de que cérebro, beleza e liberdade podem estar unidos em uma única mulher. Sua aparição está no livro A Testemunha Ocular do Crime, de 1956.

____________________

Condessa Vera Rossakoff

A condessa russa indomável, Vera Rossakoff, surge na vida do Poirot pela primeira vez durante uma investigação de roubo de jóias no conto, Os Primeiros Casos de Poirot. Ela é o mais próximo de um “rival à altura” que o Poirot já teve e a única mulher que conseguiu roubar seu coração. O detetive declara sua admiração e carinho por essa extravagante e imaginativa ladra, que ele descreve como “uma mulher em mil”.  Vera Rossakoff é uma criação muito interessante da Agatha, pois ao contrário das “mocinhas perfeitas” que vemos nos romances dos livros, a condessa estava ligada com o crime organizado, era independente e muito inteligente. Algo bem à frente do seu tempo para uma personagem criada na década de 1920.

____________________

As mulheres Leonides e de Haviland

Não posso explicar exatamente os motivos de ter incluído as mulheres Leonides e De Haviland aqui, pois seriam vários spoilers que arruinariam o livro A Casa Torta – que é uma das histórias mais incríveis da Agatha Christie, com final chocante de verdade -, mas seria impossível fazer uma lista de mulheres fortes e não citá-las também. Empenhadas, inteligentes, espertas, austeras e cercadas de muito mistério, mostram que mulheres podem ser capazes de gerir uma casa/um império melhor do que qualquer um, independente de suas idades. Falarei melhor sobre elas em um outro post.

____________________

Anne Beddingfield

Christie canaliza todo seu espírito aventureiro através dessa personagem em um de seus primeiros romances policiais, O Homem do Terno Marrom. Anne Beddingfield – ou como ela mesma costuma se chamar, Anna a Aventureira – rejeita um pedido de casamento que oferecia segurança e conforto em troca de ir para Londres em busca de aventuras. Ela logo encontra o que procura e se vê atrelada em uma rede de intrigas que a levam até a África do Sul em busca da verdade. Foi um dos primeiros livros da Agatha Christie, publicado em 1924. Imaginem esse enredo para a sociedade da época!

____________________

Caroline Hubbard

A Mrs. Hubbard é a típica matriarca expansiva americana. Ela aparece a bordo do Oriente Express em Istambul depois de visitar sua filha em Smyrna. Viúva e semi-independente, ela viajava sozinha pela Europa – algo de certa forma inusitado para a época. Sua personalidade exagerada e natureza falante faz com que os diálogos entre os passageiros do trem flua bastante, apesar de seu egocentrismo incomodar um pouco no meio da jornada. Aparece em Assassinato no Expresso Oriente, de 1934.

____________________

Tem alguma personagem feminina da Agatha Christie que você incluiria na lista?

Anúncios

O que achou do post? Comenta aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.