Britney Spears na Marie Claire

Britney-Spears-Marie-Claire-UK-October-2016-Cover-Photoshoot01-blog got sin

MAIS FORTE QUE ONTEM

Após três anos de sua residência em Vegas, Britney Spears voltou ao topo de sua carreira — com um novo álbum para provar isso. Em sua única entrevista para o Reino Unido, ela conta para Louise Gannon o porquê de confiar em seus próprios instintos está valendo a pena.

.

Uma onda de calor pode estar queimando Los Angeles, reduzindo o ritmo frenético de caminhantes sarados e derretendo Frappucinos por todos os cantos, mas acaba sendo o dia ideal para encontrar Britney Spears. Seu novo single — Make Me… — foi lançado oficialmente horas antes de nossa entrevista. Enquanto ela acordava, o alvoroço pela faixa que ela co-escreveu era ensurdecedor, e ela já era a artista com a faixa mais comprada no ranking do iTunes. “Posso gritar?”, ela pergunta, animadíssima. “Quero dizer, você lança algo. Você não faz ideia do que esperar. Tudo o que sabia era que eu amei [essa música], dediquei meu tempo nela, fiquei orgulhosa dela, mas tudo isso poderia ter dado errado. E então eu recebo a melhor recepção que eu poderia imaginar. Não estou apenas feliz. Estou tipo, ‘Sim! Sim! Sim! Sim! Sim!’”

Britney-Spears-Marie-Claire-UK-October-2016-Cover-Photoshoot03-blog got sin

É bom ver Britney feliz. A garota da pequena cidade de Kentwood, Louisiana, que começou como integrante do Clube do Mickey aos 11 anos e se tornou a maior estrela pop do planeta quando ela ainda estava em sua adolescência, teve uma vida que às vezes parecia uma volta na montanha russa. A primeira vez que eu a entrevistei ela tinha 18 anos e estava no atordoador auge da fama. Foi em 1998, e seu hit de estreia, …Baby One More Time — lançado quando ela ainda tinha 16 anos — vendeu 10 milhões de cópias (e continua como uma das maiores vendas de singles até hoje). “Eu tento me manter forte, mas não sou”, ela disse na época. “Eu realmente quero tudo isso, mas não é sempre fácil.”

Dois anos depois, quando nos encontramos no lançamento de seu terceiro álbum em Nova York, ela ainda estava tentando navegar no serpenteante mar das celebridades. “Às vezes eu me sinto completamente esgotada”, ela admitiu. “Eu tenho várias [coisas] incríveis na minha vida, mas não [coisas] normais.”

Hoje, ela claramente está na melhor posição que ela já esteve em anos. Toda a correria e o frenesi que acompanharam as situações em que foram feitas as entrevistas anteriores (em turnês ou lançamentos multimilionários de músicas) desapareceram. Ela chegou com um pequeno e amigável grupo de pessoas da sua equipe e escolhe — na maior parte do tempo — ficar com todos [no set] ao invés de se isolar no camarim. Ela está relaxada o suficiente para mostrar seu lado brincalhão, engraçado e autodepreciativo. Quase engasgando com um ardente biscoito wasabi, ela fala sem pensar: E, de verdade. Fui eu que pedi por estes!”

Um pouco depois ela faz uma confissão. “Eu tive um encontro muito ruim”, ela revela.“Quero dizer, foi muito ruim [mesmo]. Eu estou solteira há muito tempo (ela terminou o namoro com o produtor de TV Charlie Ebersol há 21 meses) e tive um encontro com um cara que eu gostei. Eu comecei a ficar ansiosa, preocupada por ele talvez não gostar de mim. À noite eu me pesei e eu tinha perdido uns três quilos.” Eu digo que isso soa completamente impossível, e ela ri: “Eu sei! Mas é verdade. Eu não conseguia comer. Algo louco deve ter acontecido com meu metabolismo, mas juro por Deus que eu perdi três quilos.” Ela cobre o rosto com suas mãos, e continua: “Isso é tão embaraçoso. Fomos ao cinema, mas eu poderia dizer imediatamente que aquilo não estava funcionando. Foi meio estranho. Após o filme, eu fui pra casa e acabou aí. Simplesmente não funcionou. Talvez ele tenha ficado nervoso ou intimidado por seu status de celebridade, eu sugiro. Ela me fuzila com um olhar de que ela sabe que é o que as pessoas dizem, mas ela não acredita nessa teoria. “Não”, ela diz. “Ele não estava a fim de mim. Eu gostei dele. Ele sabia disso. Mas ele definitivamente não sentiu o mesmo. Isso acontece com todo mundo. Ser famoso não te faz diferente em nada. É muito difícil paquerar em Los Angeles, é difícil encontrar um homem que é gentil e tenha um bom papo. Eu cresci com homens do sul que tem um pouco mais de tempo. Eu sinto falta dos homens do sul.”

Britney-Spears-Marie-Claire-UK-October-2016-Cover-Photoshoot04-blog got sin

A Britney na minha frente é completamente diferente da garota de mais de uma década atrás que tentava a todo custo ser a popstar perfeita com a vida perfeita — de uma sobrecarga de prêmios MTV e Grammy a namoricos com celebridades e constantes viagens. Aos 34 anos, ela está finalmente no lugar onde ela sempre desejou estar. Adaptada, bem-sucedida e financeiramente segura. Há cinco anos ela caiu fora das turnês mundiais e campanhas intermináveis para se preparar para seu show em Vegas — Britney: Piece Of Me — que começou em 2013 e frustrou todas as previsões — 50 milhões de dólares de ingressos foram vendidos só nos primeiros oito meses e seu show foi nomeado o melhor de Vegas no ano passado. Ela também se mudou com os filhos para uma nova casa em Los Angeles. Hoje — e pelos próximos 12 meses — o equilíbrio trabalho/vida pessoal consiste em seis semanas de shows e seis semanas de recesso, e quando ela está se apresentando, a viagem de sua casa para Vegas dura apenas 40 minutos de avião.

A ordem claramente permitiu que ela fosse ela mesma. Todos os dias Britney publica fotos engraçadas e sem edição em seu Instagram, aleatoriamente alternando entre fotos suas e seus filhos comendo um espaguete para fotos de plantas e animais. É uma reação de décadas vivendo sob as lentes; uma tentativa, ela admite, de retificar um equilíbrio em sua vida.

Ao crescer no Sul dos Estados Unidos, espera-se que as garotas sejam educadas, bonitas e encantadoras o tempo inteiro.“Garotas do sul podem ser muito duras consigo mesmas pois as pessoas esperam que você se comporte de uma forma, as pessoas esperam que você agrade [todo mundo]”, ela explica. “E então eu me mudei para Los Angeles quando eu era muito jovem. Eu estava literalmente sob os holofotes. Se um fio de cabelo estivesse fora do lugar, eu ficaria muito ansiosa com isso. Eu ficaria muito ansiosa sobre tantas outras coisas.”

Britney-Spears-Marie-Claire-UK-October-2016-Cover-Photoshoot05-blog got sin2

“Eu não consigo nem explicar direito como aconteceu, mas me tornar mãe e estar com meus meninos me fez aceitar muito mais quem eu sou. Sou a mãe deles, e é isso. Isso tem sido realmente muito importante para mim ao longo dos últimos anos. Meus meninos não se importam se tudo não estiver perfeito, eles não me julgam. Quando eu estou toda vestida para sair, meus filhos não ficam felizes pois sabem que isso normalmente significa que eu vou trabalhar. Eu passei por muita coisa e cheguei nesse ponto onde me sinto bem por estar solteira. O melhor relacionamento que eu já tive é com os meus filhos. Talvez eu comece a namorar de novo quando eu tiver 60 anos, mas agora eu realmente não preciso de ninguém mais [na minha vida].”

É um bom momento para um regresso. Num cenário musical abarrotado de artistas femininas, de Adele a Taylor Swift, a princesa do pop original provou que ela pode, de novo, alcançar o topo com um hit global e um álbum que é uma parte a Britney das antigas mesclada com uma batida mais lenta, suave. Um mix perfeito, ela diz,“por confiar em meus próprios instintos sobre a música que eu quero ouvir.”

Mas seu sucesso nunca teve a ver somente com a música. Ela já teve sua participação no X Factor americano e suas colaborações em perfumes excepcionalmente lucrativos. Sua última, Private Show — lançada em conjunto com um vídeo bem sexy — é a sua vigésima fragrância, e ela permanece como a maior endossadora de perfumes de celebridade.

Para seus fãs mais árduos (em sua maioria, mulheres com 25 anos e homens gays), Britney é o maior exemplo de sobrevivente que prova que você pode ser bem-sucedido, falhar e se reerguer novamente como uma fênix das cinzas para algo ainda maior, melhor, mais forte e mais fabuloso do que nunca. Como artista, sua contribuição tem sido muitas vezes negligenciada, já que ela co-escreveu a maior parte das canções deste álbum (e 29 de seus outros hits). Até quando adolescente ela já sabia exatamente como deveria ser a “marca Britney”. O diretor de …Baby One More Time, Nigel Dick, admite que foi ideia dela usar roupa de colegial no vídeo após ele sugerir que ela usasse jeans e camiseta. “Mesmo com 16 anos, ela sabia exatamente o que era certo [usar]”, ele disse. “E cada peça de roupa que ela escolheu veio da Kmart — nenhuma peça custou mais que 17 dólares. Isso provavelmente faz parte do charme do clipe.”

Hoje, ela ainda sabe exatamente o que quer. Smooth Criminal de Michael Jackson está em sua oitava repetição enquanto ela verifica na tela suas imagens, rapidamente escolhendo quais poses deve fazer, ângulos e figurinos que ela acha que funciona no ensaio. Essa é a Britney se recusou a apressar seu nono álbum de estúdio. “Eu quis fazer isso [da forma] certa”, ela diz. “Eu quis sentir que ele veio de mim. Eu escrevi mais nesse do que em qualquer outro álbum. Eu quis colocar pra fora um pedaço de mim.”

E então, existe um outro lado da Britney — aquela que várias vezes no dia se debruça em mim para dizer: “Me desculpe se eu me distrair [durante a entrevista]; Eu estou entrando no modo mamãe. Só estou pensando nos horários de pegá-los na escola, quem vai [lá pra casa] brincar com meus filhos. Todos os dias eu me divido entre trabalho, casa, trabalho, casa.” Falamos sobre o quão transformador foram os últimos três anos em sua vida em casa. Ela criou raízes e seu próprio espaço. “Você não faz ideia. Na verdade eu sei onde estou. Eu amo minha casa. É bem limpa e moderna, com muito espaço aberto. Meu quarto é branco e violeta, e muito relaxante.”

Você pode notar enquanto ela fala o quão importante é para ela estar completamente imersa nas atividades diárias de seus filhos. “Eu me sento e faço desenhos com Jayden — ele é muito bom nisso, e eu sou horrível”, ela diz. “Eu faço o dever de casa com ele, também, o que eu amo. Jayden me deixa ajudá-lo, mas Sean Preston nunca deixará. Ele é tão sabe-tudo e se acha tão mais inteligente que eu. Eu deixo ele pensar assim, mas ele é muito legal na verdade. Conversamos muito sobre música. Ele me apresentou a alguns sons ótimos de Calvin Harris e Skrillex. Se você as ouvir, crianças podem te ensinar muitas coisas.”

Britney-Spears-Marie-Claire-UK-October-2016-Cover-Photoshoot-blog got sin

Eu pergunto se seus meninos já foram assisti-la em Vegas, meio que esperando um não como resposta. No palco ela é, sendo bem direta, uma mulher sexualmente atraente com chicotes e que mal esconde suas curvas em minúsculos maiôs que não deixam nada para a imaginação. Ela ri: “É claro que meus filhos já viram meu show. Eles o acham incrível. Eles entendem completamente que a pessoa que eu sou no palco é puramente atuação, e não é a Mamãe. Quando estou em casa, eles falam tipo, ‘Hey, podemos ir no parque?’ Eu não acho que eles pensam que eu seja especial de forma alguma. Eles apenas pensam que esse é o meu trabalho.”

Falamos sobre seu corpo e como ela está em sua melhor forma física de todos os tempos. No set, a comida é super saudável — muitos abacates, cerejas, vagem desidratada. Ela se exercita todos os dias e faz pequenas refeições saudáveis regularmente, mas o real segredo, ela diz, é o seu estilo de vida. “Você faz um show de dança intensa por três anos em Vegas e fica em forma, e também faço muito ioga, nado e malho”. Eu digo que chega a ser irônico que ela esteja assim fisicamente num momento em que ela não quer saber de homem. Ela ri e diz: “Bem, eu ainda me sinto sexy, mas isso é uma boa coisa. Eu me importo mais em me sentir sexy do que parecer sexy. Isso tudo vem de dentro.”

Toda semana ela tem um ‘dia do lixo’ que geralmente envolve brownies de chocolate e sorvete de morango. Sua irmã Jamie Lynn — uma visitante frequente em seu ‘dia do lixo’ — é conhecida por tentar empurrar o máximo de brownies possíveis para sua irmã, alegando “não é justo” Britney estar tão sarada. Britney ri. “Ela está sempre tentando me fazer comer. Eu nunca tinha comido sushi, até que provei no ano passado. Só de pensar na ideia de comer peixe cru eu já achava horrível. E então passamos um dia num hotel em Las Vegas e ela pediu todos os tipos de sushi que eles tinham e nós nos sentamos lá e comemos tudo. Agora eu sou totalmente viciada.”

Há momentos com Britney que são puramente comédia. Ela me conta que a comida favorita de seus meninos é macarrão de forno [prato clássico dos americanos]. Eu pergunto o seu segredo e ela me olha, seus olhos brilham e com a cara-de-pau [ela me conta]: “Eu tenho um chefe particular.” Esse senso de humor descarado é a maior revelação do dia para mim e o verdadeiro indicador do quão satisfeita ela está. No passado, era como se ela nunca tivesse segura de si mesma para realmente baixar a guarda.

Há muito tempo, ela me disse que tudo o que ela queria na vida era uma família, um marido, e [aquele tradicional] “felizes para sempre e uma cerca de estacas brancas”Eu pergunto como ela se sente sobre isso agora. Ela ri: “Talvez eu me case de novo quando eu estiver bem mais velha e talvez tenha mais filhos, ou talvez não. O que eu sei agora é que eu não acredito no ‘feliz para sempre’. Eu apenas acredito no ‘feliz agora’. E eu me sinto muito agradecida por isso.”

créditos tradução: X-Britney

Anúncios

Um comentário sobre “Britney Spears na Marie Claire

O que achou do post? Comenta aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s