Não meça o valor de uma mulher pelas roupas!

clothing-standards-feminism-womans-worth-terre-des-femmes-blog-got-sin-moda-roupa-curta-01

Cansei de falar sobre esse assunto por aqui, mas infelizmente parece que o preconceito é interminável. As mulheres continuam tendo seu caráter julgado pelo tamanho das roupas que vestem e é isso que a ONG Terre des Femmes está alertando com a campanha “Não meça o valor de uma mulher pelas roupas“.

As fotos são simples e fáceis de entender. Tenho certeza que você já usou esse parâmetro para medir alguém ou já foi medida dessa forma: puritana, velha, sem graça, provocante, descarada, tá pedindo, piriguete e puta.

clothing-standards-feminism-womans-worth-terre-des-femmes-blog-got-sin-moda-roupa-curta-02

Muitos homens e mulheres parecem estar presos ao depreciativo, conservador e cerceador machismo que faz com que TODAS as mulheres sejam vistas como meros objetos. Como se as mulheres escolhessem as roupas que vão vestir pensando exclusivamente em satisfazer sexualmente os homens.

clothing-standards-feminism-womans-worth-terre-des-femmes-blog-got-sin-moda-roupa-curta-03

Sempre tive muito nojo desse tipo de pensamento e continuarei lutando para que isso chegue ao fim. Seja atravessando as “linhas tênues” impostas pela sociedade, seja ajudando a dar voz para essas campanhas. Nós merecemos ser livres! Essa “régua” conservadora só nos aprisiona.

Anúncios

7 comentários sobre “Não meça o valor de uma mulher pelas roupas!

  1. Leandro Rossi disse:

    Post muito bom, realmente não devemos medir o valor de uma pessoa pelo que ela veste, e sim por seu caráter. A sociedade vai evoluindo, mas esse machismo que acho algo tão estupido ainda segue, em minoria mas segue. Continue com os posts, ta na hora do mundo medir as pessoas pelo seu caráter e não pelo que veste ou possui.
    Parabéns menina, sempre com ótimos assuntos, e uma visão de vida magnífica.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada pelo comentário, Leandro! :)
      Concordo contigo. Enquanto acharmos que tecidos valem mais do que a personalidade, o mundo continuará da mesma maneira.

      Curtir

  2. Mayã disse:

    Ai, eu já to muito de saco cheio disso, sério! É inacreditável que realmente a maioria das pessoas acreditam que a mulher pode evitar estupro se tiver com roupa “adequada” ou andando em lugares adequados.
    Na Alemanha eu achei incrível poder andar de vestido na bicicleta, de short curto quando tá calor…ninguém tá nem aí! Sério, a liberdade é muito grande, tu pode vestir o que quiser que ninguém vai ligar! Nos clubes, as mulheres nem vão ao vestiário se trocar, nem as mais velhas, elas tiram a parte de cima do biquíni molhado, colocam o sutiã e tá tudo certo!
    O problema é que se encontrava um turco, não importava com que roupa estava, ele encarava e fazia gracinhas, estando sozinho ou acompanhado. :(
    Eu continuo usando a roupa que eu quiser pra sair na rua justamente pq quero lutar contra essa palhaçada, mas confesso que em dias que eu não to querendo me estressar, eu acabo mudando a roupa pra evitar a fadiga, pq sei que vou ouvir(só que não adianta, ouço igual). ¬¬
    Quando deu aquele auê das pessoas andando peladas em Poa, eu vi como as pessoas realmente são atrasadas. Não sei o que tem de errado no corpo humano pra chocar tanto! Até parecem que nunca viram gente pelada, nunca se olharam no espelho! É tanto falso pudor que me enoja!

    Curtir

    • sininhu disse:

      Tb acho inacreditável que ainda exista esse tipo de comportamento aqui no Brasil. :(
      É triste ver que alguns países são tão atrasados enquanto outros já evoluíram tanto e vivem toda essa liberdade que tu falou que há na Alemanha. Dá para ver o quanto precisamos evoluir para chegar no mesmo patamar.
      Enquanto houver essa cultura machista impregnada nas novelas, programas de televisão, redes sociais e etc… a rua continuará sendo um local perigoso para a mulher.

      Eu tb sempre usei roupas do jeito que eu queria, mas tem horas que é impossível!
      Acho que isso piorou muito com o tempo. Lembro em 2011 quando eu ia tirar fotos dos meus looks era bem mais tranquilo. E naquela época minha saia era beeeem mais curta do que costumo usar hoje em dia.
      Hoje eu piso para fora de casa, de calça e jaqueta fechada, e sou obrigada a ouvir cantadinhas nojentas e buzinadas. Tanto que até parei de fazer fotos por causa disso. Só saio agora com essa finalidade se estiver acompanhada da minha cachorra Luna e com meu irmão ou pai. Tá impossível! :( Acham que pq tô tirando foto na rua = sou modelo = sou objeto.

      Curtir

  3. Anne disse:

    Isso é algo que incomoda e irrita desde sempre, mas o que mais me deixa chateada é que as próprias mulheres contribuem para que isso perpetue. Sinto uma facada no peito cada vez que ouço uma mulher comentar isso da outra.

    Curtir

    • sininhu disse:

      IDEM!
      Para mim é muito pior ver uma mulher sendo machista pelo simples fato de que ela está colocando a perna na própria frente, uma hora ou outra ela vai cair por causa disso tb.

      Curtir

O que achou do post? Comenta aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s