Quando a moda vira uniforme…

Desde pequena eu sou apaixonada por moda. Acompanhei diversas modinhas que viraram febre ao longo dos meus poucos 24 anos, mas nunca tinha visto uma “febre” tão grande pela moda em si – ao menos aqui no Brasil.

A moda está na moda!

.

.

Não vejo problema nisso, até acho muito bom que a maioria das pessoas tenha conhecido melhor esse “mundo”, que é tão importante para a sociedade. É legal a democratização, a facilidade de encontrar determinadas peças parecidas com as das passarelas em uma fast fashion ou até mesmo na lojinha do bairro. Sério mesmo, isso é muito especial! Até poucos anos atrás era muito difícil encontrar peças inspireds por aí.

Só que a pior parte de toda essa história é a falta de lógica nas coisas e o consumismo desenfreado que surgiu por conta desse novo “conhecimento”. Parece que esquecemos da nossa personalidade, da nossa conta bancária e do corpo que temos. Tudo para poder entrar naquele padrão do “tem que ter”. E é aí que entra o perigo!

Com tantas opções, tanta facilidade para encontrar as coisas, parece  que isso levou as brasileiras a seguirem apenas um estilo ou um determinado padrão de ser. Tipo assim: TENHO que usar blusa X, TENHO que usar sapato Y, TENHO que usar maxicolar ASSIM E ASSADO, estampa só Z, cor só S, comprimento só K… Aff! Acabou a graça da moda! Não curti. =/

.

.

Hoje em dia parece que você não pode mais entrar em uma loja e comprar peças seguindo uma referência pessoal sua, fora da moda. Por exemplo: A sandália toda diferentona de poá vermelho pq ela te lembra a de uma pin-up super old que você tanto ama. Ou então aquela calça que a Mariah Carey usou em um clipe 90’s que você tanto amava e finalmente achou uma bem parecida. “Ai, isso é tão cafona! mimimi”

Se você não usar a febre do momento será chamada de brega! Dizer que ama esmalte branquinho básico? Fogueira! Procurar uma saia de um jeito que valoriza o seu corpo e diferente da de todos? Bem capaz! Você nem vai poder usá-la depois, já que te chamarão de cafona. E também nem pense em fazer aquela combinação de cores que você se sente bem… só pode combinar o que está na moda, o que falaram que é “tendência“. Ainda mais se você for tirar foto disso e publicar no seu blog depois. QUE HORROR! Vai direto para a fogueira da vergonha (Aquela onde reúne a gentalha e escória da internet criticando tudo e todos. Aquela que quer “revolucionar”, RISOS, os blogs de moda.)

.

Ninguém se veste mais para ficar bonita. Parece que todo mundo só se preocupa em ser “fashion”. Daí se você vai pelo outro lado, adivinhem… ‘ai que cafona’!

.

.

Acho um saco sem tamanho isso! Por que virar rebanho? Por que ser igual a todos? Por que não dar mais valor para os seus gostos pessoais? Por que querer imitar a roupa que veste bem a fulana que tem o corpo totalmente diferente do seu? WHY?

Como crianças mimadas que somos, tivemos que colocar essa culpa em alguém. Então ninguém melhor do que as da mídia, mas a tv é tão last week. Hmm, então vai na modinha do momento: as Blogueiras! Claro, vamos colocar a culpa nelas! Elas que “manipularam” a mente e fizeram a gente comprar que nem louca e estourar o limite do cartão pq diziam que devíamos ser iguais à elas. Tadinhas de nós, inocentes cordeirinhas.

Pronto, lavamos as nossas mãos! :D

Eu já acho que não é bem por aí. Eu me sinto totalmente responsável pelo o que faço ou deixo de fazer. Não tenho a inocência de um pato e saio comprando tudo o que me indicam, nem na internet e nem na tv. Apesar de amar a moda e aderir muitas ideias das passarelas, revistas e blogs, nunca deixo ofuscar a minha personalidade. Prefiro que joguem pedras em mim pq estou usando uma coisa “Sylvia” do que usar algo que não combina comigo e me sentir desconfortável – falsidade não combina comigo, sorry.

.

.

Lembro até hoje dos clogs! Tenho muita curiosidade em saber onde a maioria das mulheres os deixaram. Será que jogaram fora, doaram ou estão lá jogados no fundo do armário? Pq em uso eu tenho certeza que não estão mais. E as calças vermelhas que todas amavam e ninguém usa mais, hein? Na época eu já alertava que essas coisas eram descartáveis e durariam apenas uma estação. Assim como os sneakers de hoje. (Que eu só acho legal para quem curte um estilo de hip hop ou se inspirou na Beyoncé em Love on Top, o resto eu sei que só usa pq é rebanho mesmo. #bemsincera)

Espero que a próxima etapa da evolução da consciência da moda no Brasil seja ter consciência do que compra. Você não precisa usar caveira se nem gosta de rock, não precisa usar sneaker se nunca ouviu hip hop na vida, não precisa usar amarelo se você prefere o rosa, não precisa passar batom rosa se não combina com a sua pele, não precisa se matar com dietas loucas para ter as coxas de uma panicat (é, isso tá na moda tb! infelizmente), não precisa usar listras se você gosta de bolinhas…

.


By the way… o nome não é SNEAKER e sim WEDGE SNEAKER ou Tênis Plataforma/Anabela. Sneaker é qualquer tênis, dã. :P

.

A única coisa que você precisa saber para estar bem vestida é respeitar o seu corpo e suas próprias vontades!

Lembre-se que a coisa que mais está na moda agora, aquilo que tá todo mundo usando… é totalmente descartável, na próxima estação será brega e você vai ter vergonha de usar, aposentando lá no fundo do armário. Ou seja, não vale o investimento. Sei que é até difícil ter personalidade em um mar onde só se encontra coisas iguais, mas não é impossível. Pare e pense se você realmente precisa daquilo que você tanto quer nesse momento. Se você vai usar mesmo que digam que é brega depois que passar a modinha e pro resto da vida.

Sei que esse parece um pensamento cerceador meu, mas o que eu gostaria muito mesmo é que todos fossem livres para usar o que querem. Infelizmente quando todo mundo usa a mesma coisa, parece que viraram prisioneiros da moda e não entendedores como gostariam de ser confundidos. Se quer usar algo… usa! Mas use pq você quer.

.

Como diriam as meninas do Copacabana Club:

.

just do it do it do it cause you want it
just do it do it do it cause you like it
do it do it do it cause you feel it
not because you saw it
.
.

.

.

Abri os comentários desse post agora.
Desculpem, achei que tivesse feito isso na hora que publiquei.
Quero saber a opinião de vocês! :)

Anúncios

71 comentários sobre “Quando a moda vira uniforme…

  1. Francine disse:

    Silvia, e o que você acha das camisas com transparência? Eu acho tendência que o rebanho (amei haha) inteiro usa nas festas agora mas também acho atemporal, e tu? Que tal fazer um post sobre isso? Beijão!

    Curtir

    • sininhu disse:

      Oii Francine! :)
      Na real eu não acho que camisa seja algo que combine com balada, acho muito sério pra isso. Só se ela for xadrez ou jeans e não aquelas de seda. Mas cada um tem um gosto, né… Essa é só a minha opinião.

      A camisa de fato é atemporal, mas para o trabalho e ocasiões mais formais. Nas festas ela não vai durar muito tempo, te garanto.

      Beijos

      Curtir

    • Francine disse:

      Tu não acha coisa de balada? Não digo só de seda, aquelas de chiffon, mais transparentes e tal! O que tu considera roupa de balada? Porque tudo que vejo agora é essas camisas e fico bem na dúvida de como usar!

      Curtir

      • sininhu disse:

        Eu não acho bonito em balada. Mas cada um tem uma opinião, né.
        Acho essas camisas em festa mt coisa de senhora ou de meninas senhoras.
        Tem tanta roupa bonita no mundo… eu gosto sempre de estar diferente das demais nas festas, detesto ser comum.

        Lembro uma vez quando era moda os vestidos tipo Amy Winehouse… só dava aquilo nas festas! Parecia um rebanho.
        Agora são as camisas de seda e etc.

        Curtir

    • Clara disse:

      Só não esqueça de que as camisas apareceram primeiro nas passarelas, como tendência, depois foram bem recebidas pelos consumidores, o que fez com que a maioria das mulheres “antenadas” as comprassem, até porque camisa é uma peça bem democrática, pode ser clássica para usarmos no trabalho, ou mais despojada, com transparências, aplique de tachas/rendas etc para baladas e outros eventos também. Isso acontece com a maioria das tendências, calça flare, spikes, transparência e rendas… Se você não gosta, não precisa usar, mas se quer experimentar, comece por um modelo básico, uma boa calça jeans, cinto (não muito largo) e sapatilha, fica lindo. Ninguém é obrigado a comprar nada e muito menos se vestir para agradar alguém, o importante é se sentir bem. Existem opções pra todos os gostos…. e bolsos. Vale bem a pena.

      Curtir

    • Francine disse:

      E o que pode ser considerado um look de balada por Sininho? Se tu fosse pro Havana e pra Bulls, que sao lugares com energias diferentes, o que tu usaria em cada um (relevando tua ligacao fraca por festas e mais fraca ainda por sertanOjo, claro)?

      Curtir

      • sininhu disse:

        Pro Havana eu usaria um vestido lápis de alfaiataria. Já para o Bulls eu não iria… hahhauah Mas SE fosse obrigada a ir… acho que um shorts jeans 90’s + blusinha de manga longa e cropped.

        Curtir

    • Francine disse:

      E pro La Barra?
      Assim, tu nao quer fazer um post ilustrado de onde tu iria pra cada casa de festa de Caxias?
      Havana, La Barra, Place, Bulls, Portal.. Eu tenho MUITAS duvidas do que usar cada vez que saio! :\

      Curtir

      • sininhu disse:

        Pro La Barra eu usaria a mesma coisa do Havana.

        huaha Bah, é bem difícil pq eu nem tô saíndo mais pra festas. Mas quando eu for para alguma, vou colocar foto aqui contando.
        Na real eu imagino um look e na hora mudo totalmente, tudo vai depender do meu humor no dia. Então pode variar bastante!

        Pra tirar tuas dúvidas, pensa sempre naquilo que realmente te faz sentir bem e poderosa ou que combina melhor com o teu corpo.
        Não tenta sair com uma roupa que não te faz bem só pq os outros usariam… isso vai te deixar mal a festa inteira.
        É melhor se divertir e aproveitar. :)

        Curtir

  2. Ste_ disse:

    nossa,super concordo contigo Sylvia :D Finalmente alguém tb pensa isso,acho mto nada a ver garotas de 17/18 anos com camisa de seda e maxi colar na balada..po balada meu! e não só isso,mas a banalização do fashion né?antes tinha que ser roqueiro para usar caveiras e as pessoas olhavam torto,hj em dia qqr patty usa.Sinceramente,acho ridículo essas pessoas que queimam o próprio filme só p tar na moda tipo,barriga saliente+blusa peplum…O importante é usar aquilo que te faz bem não importa se vc se sente bem com decote,ou com brilho,ou de bíquini etc Bjuss adoro o gotsin :D

    Curtir

    • sininhu disse:

      Exatamente, Ste! :D

      Eu acho que não dá pra forçar um estilo, todo mundo vê de longe que aquilo não combina com a pessoa. Acho que fica até mais ridículo do que usar uma peça “brega”.

      Claro que se a pessoa realmente gosta de uma coisa, ela pode usar, mesmo que seja modinha. Mas não dá pra fazer que nem na época dos clogs… muitas meninas brigaram comigo quando eu falei que era modinha passageira, teimaram e diziam que era super a cara delas… tanto que 2 meses depois elas pararam de usar (como todo mundo) e nunca mais nem pensaram em chegar perto de um clog novamente.

      Ah! E fiquei feliz de ler que tu gosta aqui do Got Sin! ^^
      Beijão

      Curtir

  3. Maria Rita Neves disse:

    Concordo plenamente!!!
    Ainda ontem comentei sobre isso com meu namorado, depois que vi 5 meninas vestidas iguaizinhas.
    Todas de jaqueta preta e com as benditas calças coloridas da “moda”, só mudaram as cores das calças, o restante tudo idêntico!!!! =s
    Falta de personalidade total!

    Curtir

  4. Chris Castelli (@chrislcastelli) disse:

    Super concordo!!! É isso mesmo, sempre foi assim! Mas o que mais gostei foi quando você falou que culpam as blogueiras por mostrarem roupas de tal marca e algumas “coitadinhas” quererem comprar de tudo que elas têm e acabarem com seu dinheiro nisso. Me desculpe mas a blogueira não está forçando ninguém a imitá-la! É uma decisão da pessoa que o faz e o faz porque quer!
    Bom adorei o artigo!

    Bjks!

    http://www.consultoriadestilo.com

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada pela tua opinião, Chris! :)

      Isso de colocarem a culpa nas blogueiras é ridículo demais, né!
      Eu me inspiro em várias artistas, cantoras, blogueiras e etc… mas nem por isso eu vou me sacrificar pra conseguir usar algo que não posso ou pra virar clone delas. Elas são apenas referência para eu aperfeiçoar o meu estilo, e não mudá-lo totalmente.
      Espero que um dia parem de pegar no pé das blogueiras e aprendam que tem espaço pra todo mundo nessa internet.

      Beijos

      Curtir

  5. Dan Fagundes disse:

    Não curto hip hop e me apaixonei pelo sneaker!
    Tenho uma blusa de caveira que comprei dois anos atrás, muito antes de virar moda…. Ficar de olho nas tendências acho legal…. Agora essa de “tem que usar pq tá na moda” isso sim é cafona!!!

    Curtir

  6. Anne disse:

    Parabéns pelo post! Compartilho do mesmo pensamento. Eu acabei indo pelo lado contrário da maioria, depois que comecei a me interessar mais por informações sobre moda me tornei menos consumista \o/

    Quando compro algo eu já sei exatamente quais combinações fazer (com outras peças, sapatos e acessórios). E se percebo que não combina com nada e devo usar poucas vezes nem levo, mesmo gostando muito.

    Antigamente além de desinformada, comprava simplesmente por achar bonito e aí lotava o armário com coisas pouco usadas. Hoje tenho bem menos roupas, mas uso todas e elas “conversam” entre si.

    Tenho um tênis com salto, ele tem cadarço, comprei porque amo wedge boots e ele lembra muito inclusive um que eu tenho, mas com a vantagem de poder usar mais para andar bastante (ruas esburacadas, metrô, ônibus).

    Sinceramente não vejo a hora dessa modinha passar e eu continuar usando sem ver o “rebanho” inteiro calçando um par também.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Anne! :D

      Pois é… eu tb fiquei beeeem menos consumista depois dos blogs. Não entendo como reclamam de ter acontecido o contrário disso. Passei a ver as peças de uma forma diferente e parei de comprar tudo como se não houvesse amanhã. Me sinto mais adulta em relação a isso.

      Sobre o tênis… eu tb quase comprei um, mas daí eu acabei pegando bode com todo mundo usando e desisti. Mas tb acho lindo alguns modelos, tipo aquele teu preto ou esse da Marant mesmo.
      Lembro que quando fiz o post de Love on Top da Beyoncé tu tb tinha adorado esse tênis… e naquela época nem era moda ainda. Mas como ele era diferentão e tal, tinha chamado a atenção.

      Só que tu comprou por que amou o estilo mesmo e combina contigo, mas a maioria só usa pq tá todo mundo usando. Depois certo que vão deixar de lado. (Aí será melhor pra ti, que realmente gosta, pq vai ficar exclusiva daí!) ;)

      Eu tô esperando as piriguetes enjoarem de usar os meus vestidos justinhos como uniforme. Pq eu usava muito antes de qualquer uma imaginar que aquele tipo de roupa justinha existia. É um saco, pq vai ficar marcado por um tempo, mas tenho paciência pra esperar! huauha ;D

      Curtir

  7. Raissa Kahn disse:

    Parabéns pelo post!
    Claro, sincero e extremamente verdadeiro…infelizmente!

    Tenho ensaiado há meses para escrever um post assim no meu blog sobre as fashion victims plus sizes, que assim como eu sofreram tanto para ter roupas bacanas em seus tamanhos (sim, pq antigamente gordinha tinha que usar roupa de vó)…mas que agora estão consumindo “moda” desesperada e desenfreadamente na tentativa de serem iguais a massa e de suprirem seus anos de repressão por falta de roupa.

    Ainda muito pior do que ficar todo mundo igual, são as consequências que isso traz: consumismo desenfreado, dívidas, depressão…muito triste mesmo :/

    Espero que a mulherada acorde enquanto ainda há tempo de voltar à essência individual de cada uma ;)

    Beijo!

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Raissa! ^^

      Sobre as plus size… eu nunca tinha parado para reparar nisso, mas agora que tu falou… como faz sentido!

      Mas esse problema não é exclusivo das plus. O mercado da moda aqui do Brasil mudou muito nesses últimos anos. Uma vez era bem mais difícil encontrar algo mais ‘fashion’ nas araras, tínhamos que nos virar misturando o que tinha com peças clássicas/básicas… hoje em dia tá tudo tãooo ‘fashion’ que chega a ter só isso nas lojas.
      Claro que todas essas cores, formas e etc chamam muito a atenção e aguçam o nosso lado consumista – essa é a moral -, mas precisamos parar e pensar se vale a pena o investimento naquilo mesmo ou se estamos sendo manipulados a gostar daquilo.

      Acho que ainda dá tempo de buscar a individualidade!
      Talvez seja agora o novo começo de uma moda mais consciente. Vamos torcer! :)

      Beijos

      Curtir

  8. disse:

    Nossa! Adorei o post. Incrivelmente o que eu penso e o que eu sinto. Acredito que na moda rápida e traçoeira que nós temos, devemos escolher o que melhor se adapta em nosso corpo, em nosso humor, em nosso bolso! Sigo blogueiras e sites de moda dos quais procuro tirar inspirações e adaptá-las e não usá-las como uma escrava. Adorei! =D

    Curtir

    • sininhu disse:

      Eu tb faço isso, Lí! :)
      Sigo várias blogueiras como inspiração e não para dar um ctrl+v no look inteirinho delas.

      Precisamos saber o que combina ou não com nosso corpo, bolso e gostos pessoais.

      Beijos

      Curtir

  9. Maryh disse:

    ok, não sou de comentar em blogs, porque na verdade não sou muito fã [acho que muitos são pura propaganda e etc], mas eu PRECISO te elogiar por esse post, PRECISO divulga-lo.. enfim. PARABENS. mesmo. Adorei a sinceridade, ADOREI o modo como alguem “influente” [porque querendo ou não, você é! – o que é bom, quando se usa isso do modo certo] falou tão abertamente do assunto, porque quem sabe muda alguma coisa?
    Está de parabens MESMO! Podia vir uma moda que é moda não seguir as tendencias. ia ser tão mais legal, né? ;B KOPAKS

    PARABENS, MESMO!

    Curtir

    • sininhu disse:

      Muito obrigada, Maryh! :D
      Fiquei super feliz com o teu comentário.

      Espero do fundo do meu coração que esse post possa ajudar algumas meninas a pensarem um pouquinho melhor. (Não que esta tenha sido a motivação para eu escrevê-lo, foi apenas um desabafo mesmo. hehe)

      E concordo contigo… bem que podia ter uma moda de cada um se aceitar e buscar o que é melhor para si e ponto. Ia ser muito legal mesmo!

      Beijão

      Curtir

    • sininhu disse:

      É, né… eu tb até enjoei de comprar nas lojas daqui!
      (E isso é um milagre!)
      Tá tudo muito igual, mesmas inspirações, mesmas peças… aff! Cansei!

      Tô comprando bem mais online em sites gringos agora. Pelo menos tem algumas coisas bem diferentes das daqui.

      Curtir

  10. Dani disse:

    Oi Sylvia, compartilho a mesma indignação que você, juro.
    Eu fui me dar conta dessa popularização ridícula de um estilo só quando lançaram os sneakers com salto embutido. Vi uma postagem no blog da Julia Petit, Petiscos, falando sobre essa tendência. Ela colocou a foto de um all star com salto e um sneaker e fez a seguinte pergunta: qual é a diferença? Nem precisei ler o resto do post pra entender o que ela estava querendo dizer. Quer dizer que all star com salto alto é brega e sneaker é “fashion”? É exatamente a mesma coisa, só que com um design diferente.
    A moda é uma coisa auto-destrutiva. Uma coisa que é must-have nessa estação na próxima é lixo. Você é realmente colocada na fogueira se usar aquilo. Há necessidade disso minha gente? Qual é o problema de usar o que quer? Cadê a merda da liberdade? Morreu junto com a falta de criatividade?
    Eu sou daqueles que usa o que quer. Me inspiro nas tendências e SÓ. Se não curtir uma tendência eu não uso, só pra me chamaram de “fashionista”. Prefiro ser chamada de ESTILOSA. É muito mais digno. Um dos exemplos dessa modinha toda aí são os sneakers. Não combina comigo, não tenho nada contra com quem usa. Mas realmente… tem umas meninas MUITO nada a ver usando. Forçando a barra sabe? Quanto a essas eu tenho pena. Acho legal quem tem uma visão de moda que ultrapassa o “estar bem vestida” para adentrar para um aspecto mais profundo, mais social. Falta gente desse tipo no mercado de moda Sylvia, fico realmente triste com isso. Mas fico feliz em saber que existe gente que nem eu. Isso me deixa um pouco mais feliz.
    Bom, chega de falar! Enfim, adorei tua postagem. Assino em baixo com tudo que você falou. Bora botar juizo na cabeça dessas meninas que se estrepam com o cartão de crédito.
    Beijocas

    amomaisquechocolate.blogspot.com.br/

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Dani! :)

      Sobre a comparação do All Star com salto e o Sneaker, realmente tem muito sentido – apesar de eu não curtir a Petit. As pessoas zoam demais uma modinha passada, mas se afundam em uma outra atual que, em um futuro não muito distante, vai ser motivo de zoação também. Até acho os dois sapatos bem bonitos, só que precisa de muito estilo para usar ambos. Não combina com qualquer pessoa.

      As pessoas acham bonito hoje, mas amanhã nem vão entender como tiveram coragem de usar aquilo. Isso acontece quando a pessoa escolhe usar a peça pq os outros dizem que é bonito ou legal, e não pq ela mesmo gostou.

      O Wedge Sneaker (infelizmente) é o novo clog. Claro que o clog era horrível desde o começo, mas algumas versões do w.sneaker tb são tão horríveis quanto.

      E tu disse tudo… tá faltando juizo nessa história toda! huaha

      Beijão

      Curtir

  11. Ingrid disse:

    caraaaa eu AMEI esse seu post!!! Uma coisa que eu já tinha notado há algum tempo é que se sai da moda, você não encontra mais pra vende. Ou se entra na moda, o que tinha antes simplesmente some. Se você gostou, compra logo, porque amanhã não vai ter. Eu me arrependo amargamente de não ter comprado um pump nude (não esses de 7-10cm; mas aqueles de pelo menos 12cm) quando podia. E na época da ditadura-calça-skinny? PQP. Eu que sou micro, sofria pra encontrar calças de corte reto :P
    Parabéns pelo texto, Sininhu.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada! ♥

      Aham, é bem isso mesmo que acontece.
      Tu até pode querer comprar algo que não é o “boooom” da temporada, mas vai ser muito difícil pra encontrar em alguma loja. E os “boooom” mesmo, tipo o sneaker, chega até a ter fila de espera! Loucura.

      Beijão

      Curtir

  12. candy disse:

    Li um post parecido com esse em outro blog,
    a blogueira falava o quão chocada ela ficou no último SPFW ,pois é um evento em que
    as pessoas até se sentem mais livres para usar o que gostam! Mas o problema era que todos estavam padronizados ): usando a mesma bolsa,mesmo sapato .. . isso é bem chato!

    Curtir

    • sininhu disse:

      É, acho que agora muita gente tá começando a pensar mais sobre as “fashion victims”.
      Chegou o ponto em que isso vai começar a mudar. Só espero que seja logo, pq brincar de ser clone é muito ruim, né?

      Beijão, e obrigada pela tua opinião.

      Curtir

  13. mayã disse:

    Já tinha pensado sobre isso e concordo plenamente contigo.
    Mas tem que tomar cuidado tbm pra não julgar as pessoas como rebanho,pq às vezes elas realmente gostam de tudo o que tá na moda,e por isso usam.(Claro que isso é a minoria)
    Outra coisa que eu acho horrível é a pessoa que não consegue ter personalidade,tem que imitar um ídolo,tipo os fãs da Avril,que mudou da água pro vinho e durante as mudanças de visual dela,as pessoas vão lá e fazem igual.Chegou a esse ponto: imitar pessoas que já não têm personalidade.(Fãs da Avril,não briguem cmg,please)

    Curtir

    • sininhu disse:

      Ah, mas eu duvido que tenha alguém que realmente siga todas as modinhas e não seja do rebanho. Uma hora ou outra vai entrar na moda um clog ou outra coisa horrenda que não combina com essa pessoa. Sei lá, minha opinião apenas.

      Eu me inspiro muito na Britney, Mariah Carey, Aguilera e outras celebridades… mas sempre mantenho quem eu realmente sou, mesmo com todas as mudanças que elas passam. Mas entendi o que tu falou, sei que tem gente bem influenciável no mundo.

      Curtir

  14. gabr1ela disse:

    Isso aí gata, apoio.
    A revolta é ainda maior em pessoas como nós, futuras estilistas.
    Na minha sala lá da faculdade ainda tem uma que aparece sempre com a mesma calça vermelha e o wedge sneaker no pé, sendo que o wedge sneaker é usado por 70% de todo o campus (que é gigante) eu acho terrível. Não uso aquilo, não gosto e até hoje só vi uma pessoa que ficou bem nele (sem ser a Beyoncé), diga-se de passagem, era uma senhora passeando com um cachorro e estava bem bacana a roupa dela.
    Adoro ler suas opiniões, já que temos uma personalidade semelhante.
    Bom poder postar aqui novamente.
    Bjsss

    Curtir

    • sininhu disse:

      Oii Gabriela, já estava com saudade dos teus comentários por aqui! :)

      Tem gente que sabe usar o w.sneaker até… Nem acho algumas versões dele feias. O problema é isso de que todo mundo diz “amar” hoje, mas amanhã vão jogar no fundo do armário pq não tem nada a ver com elas.

      Beijão

      Curtir

  15. Rosiane disse:

    Você escreveu o que todo pensa mais com medo de ficar de fora acaba usando, aqui na minha cidade todo mundo acaba usando uniforme porque aqui é interior e quando chega novidades todo mundo quer, tipo o maxi colar se não sai pra outra cidade maior para comprar você espera e quando chega todo mundo sai igual é muito chato se isso acontece comigo ás vezes até perco a vontade de usar infelizmente rsrsrs.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Eu tb moro em cidade de interior e por mais que aqui seja bem grande até, o pensamento da população ainda é pequeno.
      Acontece exatamente isso por aqui, mas com um delay maior do que o normal. Tipo, quase um ano depois é que começam a usar o que ninguém mais aguenta. Aí já viu!

      Curtir

  16. Chay Correia disse:

    Gostei muito do post Sininhu ^^
    O grande erro de muitas pessoas é achar que a moda é um processo autoritário e aí sentem medo de serem excluídas socialmente, tem uma visão distorcida do que na verdade ela é, as mulheres que amam moda então nem se fala, acho ridículo esquecerem da própria personalidade para, como vc diz, seguir rebanho, e a atitude?onde fica? e o processo de identificação?eu moro em cidade de interior e é uma tristeza por aqui, sempre amei a moda gringa, já fiz vários looks inspirados nas blogueiras ou artistas e as pessoas estranham muito, tudo é o fim do mundo, não gosto dessa idéia de “moda brasileira” e “moda dos outros países”, se o povo fosse menos limitado e convivesse melhor com as diferenças poderíamos nos vestir da mesma forma.
    O problema é o efeito que uma peça de roupa causa na sociedade, aí o medo de ousar demais ou não ousar, defendo que quando você ver uma pessoa(seja no lugar que for) deve estar desprovido de opiniões prévias, achar alguém melhor ou pior por causa de vestuário ou emitir pré-julgamentos é horrível, os indíviduos são cheios de peculiaridades, ninguém é igual a ninguém, para que tentar alinhar meu estilo com o dos outros se eu sou diferente? se minhas motivações para me vestir de tal jeito são outras?eu avalio assim, as roupas que eu uso se somam a minha personalidade, não vejo motivo para usar o que eu não quero ou não usar o que eu quero.
    Deveria ser assim, mas só deveria, porque na prática a falta de atitude fala mais alto =/.

    Beijos ; **

    Curtir

    • sininhu disse:

      Oii Chay,
      Exatamente isso que tu falou!
      Se essas meninas que tem blogs soubessem o quão poderosa são, poderiam inventar mil novidades… mas preferem seguir o óbvio para não serem gongadas. Até entendo, né… é difícil levar pedrada. Mas dá pra mudar esse padrão!

      Eu tb sou do interior e amooo moda gringa, pq aqui tá muito triste o negócio. Desisti até de ser consumista nacional, praticamente. Novidades e originalidade eu só tô encontrando em lojas fora daqui (infelizmente).

      Minhas roupas tb são uma extensão da minha personalidade. Muitas vezes eu gosto de ousar e mudar o estilo, mas continuo sendo a Sylvia, pq dá pra perceber o meu “eu” nos looks. A falta de atitude é um problema bem sério mesmo.

      Tá faltando felicidade nas pessoas! Acho que ela começa em fazer coisas que te deixam bem.. e nada melhor do que colocar uma roupa que tanto adora por um motivo bem diferente da moda. Não por birra pra não ser uma ‘fashion victim’, mas apenas por se sentir bem mesmo.

      Beijos

      Curtir

  17. Renata disse:

    Sininhu, me obriguei a concordar com cada virgula do post! tbm sou de caxias e sempre penso isso qdo vejo meninas de sneakers, camisas transparentes e agora os novos shorts tie dye (q até ano passado seriam linchadas na rua se saissem com um short desse comprimento, mas esse ano já acham ok). tbm acho q é sempre legal encontrar nas tendências coisas que a gente gosta e se identifica, mas sair por aí de “uniforme” é muita falta de personalidade. pobre rebanho :)
    virei fã desse trecho “Você não precisa usar caveira se nem gosta de rock, não precisa usar sneaker se nunca ouviu hip hop na vida, não precisa usar amarelo se você prefere o rosa, não precisa passar batom rosa se não combina com a sua pele, não precisa se matar com dietas loucas para ter as coxas de uma panicat (é, isso tá na moda tb! infelizmente), não precisa usar listras se você gosta de bolinhas…”
    te admiro! parabéns :*

    Curtir

    • sininhu disse:

      Oii Renata!
      Por morarmos aqui percebemos bem mais essas modinhas rebanho que aparecem, né? Todo mundo sai idênticooo!

      Ah nem me fala nesses shorts… Quando eu usava os meus curtinhos ou aqueles no estilo hot pant eu era quase crucificada por aqui. huahaha
      Agora, assim como tu disse, tá todo mundo usando! Acho muito ridículo esse tipo de atitude. Cadê a personalidade dessa gente??

      Obrigada pelo teu comentário! ^^
      Beijão

      Curtir

  18. Carolina Rossato disse:

    melhor post do teu blog sino! concordo com td que a rê falou ali em cima.. o pior dessa moda dos sneakers é quem realmente curte o estilo… eu vejo fotos desses tênis há mt tempo pelo tumblr e mesmo amando, qdo vi que chegou por aq, me neguei a comprar um exatamente por causa dessa modinha estúpida!

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Carolina! :)

      Ai, eu tb acho isso o pior de tudo!
      Banalizam uma peça tão estilosa e quem realmente gosta acaba ‘pegando nojo’ depois.
      Pior que não é só com o sneaker que isso acontece. A mulherada tá que nem gafanhoto nessas coisas estilosas… vão lá, usam até dizer chega e depois ninguém mais aguenta ver a coisa pela frente. Triste! =/

      Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Fernanda! :)

      Acho que o problema desse vestido é simplesmente ter virado uniforme de quem não tem personalidade.
      Alguns vestidos mullet são bem bonitos, mas essa maldita modinha me irrita um pouco. =/

      Curtir

  19. Marcela Soares disse:

    Sininhu, arrasou no post! É simplesmente impossível entrar em uma loja e pedir peças que aderem ao seu estilo, a vendedora te olha com um olhar tipo “Garota boba, isso não usa mais”, eu particularmente amo vestidos, e não gosto de estampado, e todas as lojas estão vendendo uniformes estúpidos para girls que consomem moda descontroladamente por medo de estar out, e por ai vai… É um passo pra cair no ridículo!
    Parabéns pelo blog, entro todo dia (apesar de vc ter abandonado a gnt as vezes.. :\ ) sou sua fã!
    bju

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Marcela! ^^

      Aham, é muuuito difícil encontrar peças básicas hoje em dia.
      A maioria das marcas abusa de uma ou duas “tendências” fortes e produzem só isso numa coleção inteira. Tu só precisa escolher a etiqueta mesmo, que é a única coisa diferente das peças… pq de resto, são praticamente iguais.

      Ahh, e muito obrigada por entrar aqui todos os dias! ^^ Fiquei super feliz de ler isso.
      Vou tentar atualizar com mais frequência!

      Beijãoo

      Curtir

  20. Paula disse:

    Não sou muito de vir aqui, mas tive de aplaudir esse post. Sinceramente, me irrita MUITO ver todo mundo usando a mesma coisa. É claro que às vezes faz até o estilo da pessoa – como as caveiras pras meninas mais rocker etc – mas é notória essa avalanche fashion. Começa com as blogueiras lançando, aí as fashion victim usam, depois as lojas empurram isso pra vitrines, e tooooooooooooooooodo mundo se uniformiza.

    Essa popularização da moda me fez, na verdade, olhar melhor para o que eu visto. Quer dizer, agora eu visto coisas com que eu me identifique, que eu veja que são a minha cara. Por exemplo: sou muito de vestir coisas básicas, porque gosto de coisa assim, bem prática, mas sem deixar de ser bonita. Mas quem disse que acho isso nas lojas agora? Só o padrãozinho camisa transparente + calça colorida + short tie dye + wedge sneakers… Praticamente preciso sair caçando o que eu quero.

    Gostaria muito que divulgassem esse pensamento de “vista o que quer” e não o “vista o que está na moda” por aí. Quem sabe virasse um “moda” e todo mundo se desse conta de quão ridículo é usar algo só por “estar em alta” (odeio isso!).

    Parabéns pela iniciativa. :)

    Curtir

    • sininhu disse:

      Obrigada Paula! :)

      Eu tb me irrito muito com isso.
      Na real acho que nem começa com as blogueiras, não. A maioria das marcas do Brasil nunca teve muita criatividade para inventar coisas novas, e essa “moda da moda” atingiu até as pessoas que criam as coleções. Claro que muitos estilistas se obrigam a fazer certas coisas, mas é puramente pq vende e vai agradar o público em massa.

      Não querendo defender, mas acho que já defendendo, as blogueiras só usam determinadas roupas pq as leitoras aplaudem. Do mesmo jeito que deixam de usar pq elas jogam pedras. Então a culpa não é só delas.

      Um dia vão enjoar dessas “tendências” e vão começar a buscar roupa vintage em brechó e etc… assim como fazem as blogueiras internacionais. Aí vai rolar um pouco mais isso de “vista o que quer”. (Pior que aí isso vai virar moda e a gente vai odiar! Tô até com medo disso. huahua)

      Beijos

      Curtir

  21. Ingrid A. disse:

    Hoje só é um pouco mais complicado por conta da veicularização na internet, é revista, e tudo.. parece q estamos vivendo novamente o boom da Moda.Vivendo a criação das casas de estilistas e novos cadernos de moda adicionados a grandes revistas e jornais, coisa q aconteceu no final do sec retrasado. hoje em qualquer revista e programa de TV tem alguem dando dica de moda. ate em tv de onibus tem alguem falando “esse look por exemplo..” e isso com toda certeza transmite pra quem tem preguiça ou nao tem discernimento essa sensação de “aaaah isso ta na moda eu tenho que usar’

    Eu digo que hoje, a Moda, é menos voraz do que antes. Na tv vemos tanta diversidade, tantas campanhas de “use o que combine com você”, nas proprias revistas são tantas peças de tantas marcas e grifes que só vem no topo “Inspiração” e não “Must Have”.. o costume, a preguiça, o vicio, aquela coisa de “já tá pronto” e “nada se cria e tudo se copia” que faz com que da mais rica a mais pobre aconteça essas replicações loucas de peças em destaque. Concordo com o que disse Sylvia só diria que as pessoas devem USAR O QUE COMBINAM COM ELAS, O QUE GOSTAM VERDADEIRAMENTE DAQUI A 2, 3 ANOS e não só porque querem.. sempre percebi isso no seu blog, essa sua personalidade..me lembro de uma epoca de um anonimo te perturbando e vc decidindo se abriria processo ou nao.. enfim espero que tenha dado certo em relação aquilo.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Exatamente isso, Ingrid!
      Acho que não há problema para quem quiser algo que está na modinha, desde que ela continue usando depois que essa frebre passar. Pq isso seria um indicativo de que aquilo realmente faz parte da personalidade dela. Se caso não, não vale o investimento.

      Isso de usar tudo o que é “must have” é coisa de celebridade ou blogueiras famosas que ganham as peças dos esilistas/marcas para despertar o instinto de consumo das demais mortais. No Brasil são poucas meninas que conseguem acompanhar tudo pq o $$$ não acompanha, né. E tb nem precisam. Elas deveriam olhar as rhykas, celebridades e etc como uma vitrine… tu passa na frente e não compra TUDO, mas sim aquilo que combina contigo. É tão simples, né? Espero que algum dia todos entendam isso.

      Sim, eu sempre tive problemas por expor a minha personalidade. Até essa semana mesmo já fui parar naquele blog da “fogueira da vergonha” (risos) pq coloquei uma foto minha de top por aqui. Mas continuarei usando milhões de vezes pq aquela peça é eu, fazer o q. Não vou usar camisa de seda só para não levar pedrada. Essas feridas de avacalharem o meu estilo (pelas costas) já estão bem cicatrizadas. Melhor do que ser rebanho! :)

      Curtir

  22. Biiia disse:

    Eu acho hipocrisia vc reclamar da falta de originalidade das pessoas em relação a moda quando vc usa um cabelo alisado e tingido num tom batido de loiro que 7 entre 10 mulheres que eu vejo na rua usam. Aparentemente, nem seu quociente de inteligência “altíssimo” te permite fazer um post coerente.

    Curtir

    • sininhu disse:

      Meu cabelo não é alisado, ele é liso natural. huahahaha
      Sobre a cor… tu quer que eu use ele prateado ou furta-cor? Pq essas são as únicas cores que eu realmente não vejo por aí. Dã!

      Castanhas e morenas são a maioria onde eu vivo, e acredito que no Brasil inteiro.
      E eu acho as minhas luzes bem diferentes das outras meninas da minha cidade, que amam riscos de tigrinho. Até a minha colorista faz um efeito especial bem diferenciado no meu cabelo. Mas nem vou te explicar pq já vi que você tem birra gratuita com a minha pessoa, então não perderei muito tempo contigo.

      Não estou proibindo ninguém de usar modinhas. Estou falando que as pessoas deveriam ser mais coerentes e usar aquilo que combina com elas e não apenas pq está na moda.

      Entendeu ou quer que eu soletre na lingua do BEH? =*

      Curtir

    • Ana Paula disse:

      shauhsauhsu…adoooroo!!
      Lá vamos nós dnovo: teu cabelo é lindo!!!E se cada 7 entre 10 mulheres usam deve ser pq o tom é lindo talvez…mas só talvez né…pode ser que essas 7 mulheres sejam todas parentes e resolveram colorir da msma cor!!shaush
      E já começou a sessão “nhe nhe dor de cotovelo”…o que eu ainda ñ entendo é pq elas comentam aki señ vão com a tua cara!!!Ah já sei Sininhu: É MODINHA…tá na moda comentar em blog!!!
      Vitimas da moda!!shaushu

      Curtir

  23. Ana Paula disse:

    Mais do que fato esse post!!!Uma famosa usou um short pavoroso saruel e deu virou moda!!A fulana usou um sapato rosa pink com bolinhas amarelas deu virou moda!!Eu na realidade vou ser bem clichê: acho que a moda qm faz é quem usa!!
    Por exemplo: eu amooo os teus looks,mas nem todos eu usaria uma que meu corpo é totalmente diferente do teu e outra que não me sentiria confortável em usar por exemplo um salto altissimo como tu usa!!Usando teu último look como exemplo,trocaria o salto por um mais baixo ou até uma sapatilha…mas pelo menos EU estaria bem com a roupa que estaria!!
    Não adianta querer usar tudo que sai nas passarelas,pq tem coisas QUE SÃO SÓ PARA PASSARELA ou para dar um “exemplo” para um modelo parecido mas não igual…agora uma coisa que tá na moda nesse verão e eu acho terrível o maldito vestido ou saia mulet!!Coisa estranha…se fosse mais curtinho atrás ñ muito ai blz..mas é curtão na frente e longo atrás…quase tão estranho quanto os snekears….respeito quem gosta dos 2 mas eu não curto!
    A maioria quer tá sempre na “moda” muitas vezes para aparentar aquilo que não é ou não tem: comer sardinha e arrotar salmão!!Isso eu acho ridículo…nós temos que ser aceitos pelo que somos e não pelo que vestimos ou temos,óbvio que esse é um pensamento hipócrita/ultrapassado pq hj nos importamos mais com a os outros vão pensar se estou com uma calça de R$30 ou se estou com uma de R$300!!Exemplo: a mulherada que compra réplicas (perfeitas digamos de passagem!) de bolsas maioria das vezes Louis Vuitton ou Prada…andando de bus!!Ai EU me perguntou: uma Louis Vuitton de R$5mil anda de bus lotado?NÃO…ai acho isso muito mais ridículo,pq a maioria das pessoas que conhecem a marca sabem que é famosa e cara e sabe que a pessoa que está usando provavelmente comprou uma falsificação (perfeita!)…ou seja qm está usando quem demonstrar aos outros um status,mas na real come a tal da sardinha!!Não sei se é vergonha ou se é só para parecer que tem mais do os outros,não sei mesmo!!Mas enfim…vitimas da moda,todos correm esse risco…todos que não tem o bom senso de saber o que fica melhor/confortável ou o que vai passar a impressão do que tu ñ é para os outros!!
    Ps: escrevi um livro pq tava morrendooooo de saudade de comentar no blog..sempre me perco nas 2 pg do face!!
    Bjão queridaa!!

    Curtir

  24. Paulinha Melo disse:

    Liga pra esse povo invejoso n, seus posts são ótimos! E fazem todo o sentido. Agora concorda quem quer né, n precisa comentar numa tentativa fail de ofender. Povo mais desocupado! Bjoo

    Curtir

  25. vivian disse:

    Adorei esse post =) penso exatamente assim… aliás, se todo mundo usasse o que quer, seria bem melhor viver né?

    Ou se as pessoas no mínimo cuidassem só da própria vida… mas isso é outra história.

    Beijos!

    Curtir

  26. Lilly disse:

    achei ótimo… parabéns!!!!! Demorou pra alguém falar algo realmente serio!!!! Confesso que conheci seu site pela shame… e te achei inteligentíssima!!!! Ja achei muito blog bom pelas gongadas dela e o seu é um deles!! Add nos favoritos!!! Beijos e sucesso!!!

    Curtir

O que achou do post? Comenta aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s