Gigi Hadid na Vogue Brasil

Gigi-Hadid-Vogue-Brazil-July-2015-Photo-Shoot01-blog-got-sin-05

Se tem uma modelo que está arrasando ultimamente, essa é a Gigi Hadid! A minha favorita dessas ‘new tops’ que surgiram, não apenas pela beleza mas principalmente pelo carisma e naturalidade que ela transmite.

“Com jeitinho de ‘girl next door‘, ela tem um ar saudável e o poder de fazer a ponte entre as passarelas e a mulher real, qualidade que muitos buscam e poucos conquistam” – Daniela Falcão (diretora de redação da Vogue Brasil)

No meu ver, ela é uma mistura de Barbie com Bardot, porém sem aquela perfeição sisuda que estamos acostumados a ver nas modelos famosas. Ela tem um estilo praiano bem Califórnia 70’s que deixa qualquer look com cara de despretensioso e usável, aproximando o consumidor das peças de roupas mais luxuosas.

gigi-hadid-by-henrique-gendre-for-vogue-brazil-july-2015-5-blog-got-sin-2

Gigi-Hadid-Vogue-Brazil-July-2015-Photo-Shoot01-blog-got-sin-04

gigi-hadid-by-henrique-gendre-for-vogue-brazil-july-2015-5-blog-got-sin-3

Gigi-Hadid-Vogue-Brazil-July-2015-Photo-Shoot01-blog-got-sin-07

Gigi-Hadid-Vogue-Brazil-July-2015-Photo-Shoot01-blog-got-sin-02

Apesar de terem usado pele de animais em algumas fotos – coisa que sou totalmente contra! além de ser dispensável, ainda mais quando as fotos representam o Brasil (alô, editoras da Vogue Brasil… vamos repensar essa tortura e lembrar que estamos em 2015? obrigada!), é algo abominável e cruel – o resto do styling desse editorial ficou muito bom. Eu usaria fácil essas combinações.

As exploradoras do início do século XX da Balmain

balmain desfile primavera verão 2016 safari blog moda tendencia got sin

Certeza que vocês já devem ter enjoado de ler sobre a Balmain por aqui. Eu até tento focar em outras marcas, outros desfiles, mas as criações do Olivier Rousteing sempre me contagiam. Fico encantada com tudo.

Dessa vez não foi diferente. Ele se inspirou nos grandes exploradores do início do século XX, não apenas nos aspectos estéticos, mas também na mentalidade moderna por trás da busca de novas descobertas e aventuras. Eles não buscavam glórias e conquistas, queriam conhecimento e novas experiências. Durante suas jornadas épicas, esses homens acabavam absorvendo aspectos culturais de todos os lugares que passavam e acabavam adaptando isso aos seus guarda-roupas. Camurça, algodão e couro refletem os tons neutros do deserto. Junto disso, foi adicionado o estilo moderno da geração atual com os trançados de crochê, mas de uma forma étnica. Resumindo, é uma coleção poética!

Tem também a versão masculina do desfile, que comentarei em outro post. Por hora, deixo vocês com os meus favoritos do desfile feminino de primavera/verão 2016.

balmain-desfile-primavera-verão-2016-safari-blog-moda-tendencia-got-sin-favoritos-sininhu-sylvia-santini

Minivestido com manga longa = ♥
Amarrações cruzadas com cara rústica ou sadô = ♥ tb
Tons terrosos = ♥

A Balmain arrasou novamente!